5 desafios no Football Manager 2020

Após o lançamento deste ano, Mairon Rodrigues elencou cinco objetivos para você que está em dúvida de onde começar

Acho que todo futeboleiro já jogou ou vai jogar Football Manager. Ele começou como CM, o famoso Championship Manager, lá em 1991. O seu auge no Brasil foi o CM 01-02, quem nunca se encantou com Tó Madeira e Tsigalko? Quem nunca jogou com a máquina do Parma de Buffon, Crespo e Verón? O CM resistiu, solo, até 03-04 e houve uma rachadura. 

Os produtores do jogo brigaram e o Football Manager foi lançado. Qual a diferença de um jogo para o outro? A base de dados. Pessoal do Football Manager ficou com ela e isso faz o jogo ser o que é hoje. Nenhuma base de dados é tão completa quanto a do Football Manager; o CM tem ótimos gráficos, diga-se. Estamos na vigésima edição do jogo mais queridos pelos “nerds” de futebol. Como eu sou um desses, deixo cinco desafios a vocês:

DESAFIO DA BASE – SANTOS FC

Um clube que revelou Pelé, Zito, Pepe, Neymar, Robinho e, por último, Rodrygo merece esse desafio. Como ele será feito? Então, em duas temporadas você só pode contratar UM jogador acima de 23 anos. Depois disso, só a base ou jogadores de 17 anos ou menos. Santos tem observação expansiva no jogo e bons olheiros. Além disso: Lucas Lourenço, Kaio Jorge e Sandry são wonderkids e podem levar o clube muito longe. Quer um exemplo de quem fez isso? Barcelona, em 2012, mesmo que por 49 minutos. Até o treinador era da “cantera”, o saudoso Tito Vilanova. 

O XI do Barcelona 100% formado em La Masia. (Imagem: Goal)

O FIM DA DINASTIA – BUNDESLIGA

Bayern é uma força gigante no cenário nacional. É campeão, consecutivamente, desde a temporada 12-13. Times históricos, principalmente na última década com Lahm, Ribery, Robben e Schweinsteiger. A Bundesliga é enfraquecida devido ao dinheiro despejado no Bayern por outros fatores. Os outros clubes estão bem atrás do Bayern, seja em estrutura ou qualidade técnica. O que eu pensei: pegar um clube pequeno/médio para destronar o clube da Baviera

DICAS: Borussia Monchengladbach, Werder Bremen, Hertha Berlin, Koln.

O Borussia Dortmund foi a última equipe a destronar o Bayern de Munique

SUNDERLAND ‘TIL I DIE – GANHE A PREMIER LEAGUE COM 60% DE INGLESES

O Sunderland já era simpático quando tinha Lee Cattermole na Premier League, mas o time foi caindo até a Football Ligue One. A terceira divisão inglesa é um calvário para o clube que militou bastante, deu jogadores para o English Team. O documentário “Sunderland ‘Til I Die” trouxe de volta o clube aos holofotes. Então, nesse FM, seria um save bem legal de se fazer! Mas calma, não é trazer por trazer. Fica o desafio: fazer o clube ser campeão da Premier League com um elenco 60% inglês. Lembrando que o jogo vai ter Brexit, aquela medida que tira a Inglaterra da União Europeia, então fica mais difícil. Quem vem?

Mairon Rodrigues deu uma “palhinha” de como iniciar com o Sunderland

SUPER DEPOR! – REEGUER O DEPORTIVO LA CORUÑA

Deportivo La Coruña já foi uma potência na Espanha. Moldada por brasileiros como Donato, Djalminha, Bebeto e Rivaldo; além de não esquecer da força nacional com Valerón, Mario Pablo, Fran e outros europeus como Roy Makaay. Mas o sucesso foi efêmero, seu ápice depois do título espanhol, eliminou o poderoso Milan de Pirlo, Shevchenko, Maldini e outros. O objetivo aqui é: levar o Depor, que é cotado a cair da segunda para a terceira divisão espanhola até o título da Champions league em 5 anos

Você conseguiria levar o Deportivo à glórias ainda maiores?

A GARRA CHARRÚA – O REENCONTRO DO FUTEBOL URUGUAIO COM A HISTÓRIA

Montevidéu é uma cidade minúscula, tem aproximadamente um milhão e meio de habitantes. Nacional e Peñarol são campeões do Mundo e da Libertadores. Mas desde a década de 90 não militam mais como favoritos ao maior título da América Latina. O último suspiro foi o Peñarol comandado por Diego Aguirre que tinha Martinuccio, Juan Olivera, Urretaviscaya que não foi páreo para o Santos de Neymar, Ganso e Rafael Cabral. Então fica aqui o desafio: dez temporadas para fazer um dos dois de Montevidéo alcançarem de novo a Glória Eterna. Por que dez temporadas? Os clubes uruguaios são frágeis financeiramente e com poucos talentos individuais. E ai, topam?

O Peñarol – assim como Nacional – não se reencontrou na Libertadores da América.

Ficam aqui os desafios para abrir o FM 20. Não esqueçam que estamos com grupo no WhatsApp e transmissões na Twitch. Venha fazer parte da nossa comunidade:

Compartilhe

Comente!

Tem algo a dizer?

Últimas Postagens

O caminho da Seleção, as mudanças de Tite e um norte para o Catar
Aurelio Solano

O caminho da Seleção, as mudanças de Tite e um norte para o Catar

0 Comentários
Cinco promessas africanas na base de clubes europeus
Caio Nascimento

Cinco promessas africanas na base de clubes europeus

0 Comentários
Pellegrini: a história dos romanos na Roma continua
Caio Bitencourt

Pellegrini: a história dos romanos na Roma continua

0 Comentários
A afirmação da Espanha e sua nova geração
Bruna Mendes

A afirmação da Espanha e sua nova geração

0 Comentários
Guto Ferreira coloca o Bahia para acelerar
Gabriel de Assis

Guto Ferreira coloca o Bahia para acelerar

0 Comentários
RAIO-X: De onde saem as assistências dos líderes do quesito na Série B
Douglas Batista

RAIO-X: De onde saem as assistências dos líderes do quesito na Série B

0 Comentários
Os destaques dos 8 classificados no Brasileirão Sub-20
Caio Nascimento

Os destaques dos 8 classificados no Brasileirão Sub-20

0 Comentários
A reinvenção de Brahim Diaz no meio-campo do Milan
Caio Bitencourt

A reinvenção de Brahim Diaz no meio-campo do Milan

0 Comentários
Maduro, o Red Bull Bragantino se aproxima de fazer história
Gabriel de Assis

Maduro, o Red Bull Bragantino se aproxima de fazer história

0 Comentários
Friendly #7 | O novo rico Newcastle, Sports Washing e a ‘era’ de clube-estado
Eduardo Dias

Friendly #7 | O novo rico Newcastle, Sports Washing e a 'era' de clube-estado

0 Comentários
Napoli: O impacto inicial de Anguissa com a camisa partenopei
Caio Bitencourt

Napoli: O impacto inicial de Anguissa com a camisa partenopei

0 Comentários
O Grande Norte e os grandes desafios: o que o futuro reserva para o futebol masculino do Canadá?
Caio Nascimento

O Grande Norte e os grandes desafios: o que o futuro reserva para o futebol masculino do Canadá?

0 Comentários
O agressivo América/MG de Vagner Mancini
Gabriel de Assis

O agressivo América/MG de Vagner Mancini

0 Comentários
O Botafogo/PB em busca de um acesso histórico na Paraíba
Douglas Batista

O Botafogo/PB em busca de um acesso histórico na Paraíba

0 Comentários
A disparidade entre Atlético de Madrid e Barcelona
Bruna Mendes

A disparidade entre Atlético de Madrid e Barcelona

0 Comentários