A chegada de Chicharito ao LA Galaxy completa um antigo sonho da MLS

Pensando no mercado latino e em reforçar a rivalidade entre as equipes da Califórnia, MLS finalmente consegue colocar Chicharito na liga

No dia 21 de janeiro, a notícia que todos esperavam finalmente foi anunciada: o Los Angeles Galaxy anunciou a contratação de Javier “Chicharito” Hernández. A chegada do atacante mexicano concretiza um longo e turbulento relacionamento da Major League Soccer. O jogador sempre foi um sonho da liga e sua chegada mostra que as ambições da MLS não devem diminuir com o passar dos anos.

O nome de Chicharito era especulado na MLS há anos. Quase todos os times da liga sonharam, em algum momento, com sua chegada. A cada mudança de clube de Chicharito na Europa, seu nome ganhava força nos Estados Unidos e os jornalistas especulavam em qual clube ele chegaria. O Los Angeles Galaxy, claro, por sua força e por estar na Califórnia, sempre foi um dos favoritos.

Após a saída de Ibrahimovic, o Galaxy buscava um nome de peso para reforçar seu elenco e foi, com tudo, atrás de Chicharito. Inspirada no sucesso de Carlos Vela no rival Los Angeles FC, a equipe acirra a rivalidade na busca pelo mercado latino, especialmente na Califórnia, estado estadunidense que faz fronteira com o México. A disputa é, de alguma forma, um sonho antigo da Major League Soccer – e também o de todos que acompanham a liga.

Reprodução/Instagram

Se Vela deu tão certo no LAFC, em campo e fora dele, Chicharito também pode alcançar esse feito. Assim como o compatriota, Javier Hernández passou por diversos clubes europeus nos últimos anos. Depois de sua saída do Manchester United, passou por Real Madrid, Bayer Leverkusen, West Ham e Sevilla, mas sem repetir o mesmo sucesso que teve no clube inglês. A passagem pela MLS pode ser o seu ressurgimento, como foi com Vela.

Com três anos de contrato, e sendo o jogador mais bem pago da liga, Chicharito terá a obrigação de render bem em campo e fazer o Galaxy voltar a brigar por títulos. Ao seu lado, Jonathan dos Santos e Cristian Pavón deve ser seus ajudantes. Mesmo assim, a liderança incontestável deve ser fora das quatro linhas, sendo o mais requisitado para entrevistas ou em vendas de camisas. E é isso que a MLS provavelmente vai explorar ao longo da temporada, fortalecendo a já acirrada rivalidade com o LAFC.

Resumindo, a chegada de Chicharito é o sonho da MLS. Coloca-se de vez no mercado latino, chama a atenção do vizinho México, e fortalece a recente rivalidade dos rivais californianos. O investimento, porém, terá que se pagar em campo ou será lembrado nos EUA como um fracasso, assim como Lampard ou Pirlo, por exemplo. É a vez de Chicharito renascer para o futebol.

Compartilhe

Comente!

Tem algo a dizer?

Últimas Postagens

O caminho da Seleção, as mudanças de Tite e um norte para o Catar
Aurelio Solano

O caminho da Seleção, as mudanças de Tite e um norte para o Catar

0 Comentários
Cinco promessas africanas na base de clubes europeus
Caio Nascimento

Cinco promessas africanas na base de clubes europeus

0 Comentários
Pellegrini: a história dos romanos na Roma continua
Caio Bitencourt

Pellegrini: a história dos romanos na Roma continua

0 Comentários
A afirmação da Espanha e sua nova geração
Bruna Mendes

A afirmação da Espanha e sua nova geração

0 Comentários
Guto Ferreira coloca o Bahia para acelerar
Gabriel de Assis

Guto Ferreira coloca o Bahia para acelerar

0 Comentários
RAIO-X: De onde saem as assistências dos líderes do quesito na Série B
Douglas Batista

RAIO-X: De onde saem as assistências dos líderes do quesito na Série B

0 Comentários
Os destaques dos 8 classificados no Brasileirão Sub-20
Caio Nascimento

Os destaques dos 8 classificados no Brasileirão Sub-20

0 Comentários
A reinvenção de Brahim Diaz no meio-campo do Milan
Caio Bitencourt

A reinvenção de Brahim Diaz no meio-campo do Milan

0 Comentários
Maduro, o Red Bull Bragantino se aproxima de fazer história
Gabriel de Assis

Maduro, o Red Bull Bragantino se aproxima de fazer história

0 Comentários
Friendly #7 | O novo rico Newcastle, Sports Washing e a ‘era’ de clube-estado
Eduardo Dias

Friendly #7 | O novo rico Newcastle, Sports Washing e a 'era' de clube-estado

0 Comentários
Napoli: O impacto inicial de Anguissa com a camisa partenopei
Caio Bitencourt

Napoli: O impacto inicial de Anguissa com a camisa partenopei

0 Comentários
O Grande Norte e os grandes desafios: o que o futuro reserva para o futebol masculino do Canadá?
Caio Nascimento

O Grande Norte e os grandes desafios: o que o futuro reserva para o futebol masculino do Canadá?

0 Comentários
O agressivo América/MG de Vagner Mancini
Gabriel de Assis

O agressivo América/MG de Vagner Mancini

0 Comentários
O Botafogo/PB em busca de um acesso histórico na Paraíba
Douglas Batista

O Botafogo/PB em busca de um acesso histórico na Paraíba

0 Comentários
A disparidade entre Atlético de Madrid e Barcelona
Bruna Mendes

A disparidade entre Atlético de Madrid e Barcelona

0 Comentários