O sucesso da equipe sub-19 do Borussia Dortmund e os próximos passos dentro do clube

Atual campeão da Bundesliga sub-19, a equipe aurinegra tem em seu plantel jogadores de extremo talento e potencial para serem importantes nas categorias de cima.

Um dos clubes mais ativos na captação, formação e utilização de jogadores jovens visando valorização técnica e financeira, o Borussia Dortmund vive um momento especial. As categorias de base do clube, normalmente fortes e bem vistas no cenário europeu, estão preparando uma boa safra de competentes e talentosos jogadores para municiar as equipes adultas – seja o time B ou o principal.

Para além disso, o clube se preocupa com a formação de bons homens. E isso passa pelo fortalecimento de habilidades cotidianas e sociais, aconselhamentos de carreira voltados para a parte financeira, os cuidados na internet e aulas de línguas estrangeiras. É mais comum do que imaginamos, mas o clube acredita fortemente na conciliação de todas as áreas da vida para o sucesso profissional ser ainda mais real.

Dentro de campo, se a temporada 21/22 do time principal do Borussia Dortmund sob o comando de Marco Rose não foi das melhores, na base houve o que comemorar. A equipe sub-19, que é treinada pelo dinamarquês Mike Tullberg, terminou em alta e gerando grandes expectativas para a sequência do trabalho. Com 38 partidas disputadas na temporada, somando todas as competições, foram 30 vitórias e apenas cinco derrotas – com 121 gols marcados e 36 sofridos. Números expressivos e que fizeram o clube olhar com ainda mais atenção para definir transições, contando também com a equipe B que disputa a terceira divisão nacional.

Tudo isso implica em decisões importantes para manter os três times competitivos e caminhando no mesmo ritmo para seguir desenvolvendo, elevando o nível técnico e movimentando dinheiro com boas vendas. O fato de ter Edin Terzic no comando da equipe principal a partir desta temporada garante ainda mais confiança não só para os jovens, que já o conhecem, mas para a diretoria que tem alguém que sabe todos os atalhos do clube para buscar o sucesso.

Imagem

Evolução coletiva sob a regência de Tullberg

A primeira temporada completa do treinador de 36 anos comandando a equipe sub-19 terminou com os títulos da Bundesliga, vencendo o Hertha Berlim na final, e da Westfalenpokal, superando o rival Schalke 04. O time ainda foi vice da Copa da Alemanha para o Stuttgart. Porém, o mais importante foi resgatar a competitividade e a valorização do trabalho em equipe para acontecer a evolução de forma conjunta.

Por mais que nos anos anteriores o clube tenha obtido conquistas — e isso não pode ser deixado de lado —, um dos pontos altos desta época tão vencedora certamente foi dar oportunidades a todos os jogadores do plantel e ter a certeza de que a maioria está pronta para subir mais um degrau em Dortmund.

Ao fim da vitoriosa temporada, a situação de cada jogador no plantel foi analisada e as definições ocorrendo no decorrer das semanas. Algumas naturais, pela idade e o potencial visto, e outras pela possibilidade de uma explosão. Um caso nada raro nas academias alemãs de jogadores que não sentem a pressão do profissional e que têm a necessidade de estar no ambiente para ganhar espaço de forma cuidadosa e gradual para não se perder em meio a tantas expectativas.

BVB-Talent: Wie Dennis Lütke-Frie bei der U19 Verantwortung übernimmt -  Halterner Zeitung

A transição dos jogadores nascidos em 2003

Alguns que entrarão em seu último ano na categoria seguirão a carreira em outros lugares, como o atacante Bekir El-Zein (dispensado) e o zagueiro Colin Kleine-Bekel (Holstein Kiel), e outros jogarão nas equipes de cima: o goleiro titular Silas Ostrzinski, o volante e capitão Denis Lütke-Frie e o artilheiro suíço Bradley Fink defenderão a equipe B.

A ideia é dar rodagem aos garotos deixando-os em uma liga mais competitiva e fisicamente mais intensa, e o clube entende que ainda não é o momento para estarem na principal. Potencial não lhe faltam. Fink, que inclusive já fez algumas partidas na 3.Liga e deu indícios de que será um dos grandes nomes na temporada, é muito bem avaliado. Tem bom porte físico, técnica e muito poder de finalização. Dentro da área se sai muito bem. Foram 36 gols em 40 jogos.

E para o time principal subiram o ala/lateral Lion Semic, que inclusive já entrou em campo na última Bundesliga, e o meia Göktan Gürpüz. Juntos, foram responsáveis por 20 assistências. Dois jogadores que possuem teto altíssimo e podem contribuir na maratona de jogos e competições que o time terá. Além disso, quando não relacionados podem atuar pelo time de transição.

Jamie Bynoe-Gittens in Borussia Dortmund's squad to face Stuttgart

A turma 2004 liderada por Jamie Bynoe-Gittens

É inegável dizer que o inglês é, atualmente, a principal joia do clube. Mesmo tendo desembarcado em Dortmund há apenas dois anos, após ser liberado pelo Manchester City sem custos, Bynoe-Gittens já está adaptado e merecidamente foi promovido ao time principal de forma definitiva. Também é outro jovem que já esteve presente em alguns jogos da Bundesliga que se encerrou e causou boas impressões nas rodadas finais com dribles, progressões e muito perigo no último terço. É, de fato, um jogador especial.

Além do atacante, o eficiente lateral/meia Tom Rothe também foi promovido ao time principal. Sua estreia na Bundesliga já ocorreu e foi da melhor maneira possível: com titularidade e gol. Rothe é um jogador alto (1,92cm), de boa técnica e capaz de cumprir várias funções pelo lado esquerdo. Teve uma temporada de notoriedade, com 12 assistências anotadas em 32 jogos.

Para o time B sobem Farouk Cisse, zagueiro de nacionalidade marfinense, mas que defende a seleção alemã, e o meia Vasco Walz. Dois jogadores com bom índice de trabalho e que encaixam no que se espera de uma equipe de transição: aqueles que querem mostrar serviço para causar boas impressões e tentar chegar ao primeiro escalão.

Muitos dos jogadores que ficarão mais um ano atuando pelo sub-19 também poderão frequentar os times de cima, porém no primeiro momento serão considerados apenas composições. Isso em nada anula o fato de terem muita margem para crescimento. São jovens com muito talento e darão sustentação e equilíbrio para os que chegarão do sub-17.

O zagueiro Nnamdi Collins é um dos principais nomes das categorias de base aurinegra e certamente terá seu espaço em um futuro muito próximo. Forte no jogo aéreo, tem agilidade e boa mobilidade no chão. Treinará com os profissionais e nesta pré-temporada, assim como foi na última, será bastante acionado.

Jonah Hussek (Z), Noah Mrosek (LD), Marc Niclas Düring e Michel Ludwig (LE), Ayukayoh Mengot, Isaak Nwachukwu e Samuel Bamba (A) também estarão sob observação para serem acionados no decorrer da temporada caso haja necessidade.

Julian Rijkhoff scores five goals for the Borussia Dortmund U-19s

Um recomeço com a geração 2005

A equipe agora contará com os jogadores nascidos em 2005, que mesmo não tendo o mesmo sucesso na temporada que se encerrou, conta com muitos jogadores promissores. Mas o principal prospecto desta turma já esteve no time sub-19 e vem pulando etapas para mostrar que não será um jogador comum: Julian Rijkhoff.

Dono de um protagonismo no terço final que impressiona, a joia holandesa fez incríveis 27 gols em 33 jogos na última temporada e vai ser o cara da equipe. É um goleador nato, que precisa de pouco para encontrar espaço e definir. Se posiciona bem e tem bom arranque. Um talento moldado no Ajax, e que chegou em Dortmund para concretizar seu enorme potencial.

No fim das contas, Tullberg terá mais um grupo competitivo e talentoso para trabalhar e manter a boa sequência de desempenhos e conquistas. Se a expectativa no principal é gigante com os reforços que chegaram para os próximos anos, nas camadas inferiores há muitos jogadores ficando prontos para manterem a tradição do Borussia Dortmund em revelar bons nomes.

Compartilhe
1XBet - Receber Bônus

Comente!

Tem algo a dizer?

Últimas Postagens

Agressivo, pressionante e veloz: o América-MG de Vagner Mancini
Gabriel de Assis

Agressivo, pressionante e veloz: o América-MG de Vagner Mancini

0 Comentários
Com a cara de Pedro Raul e Jair Ventura, Goiás ganha força para permanecer na Série A
Gabriel de Assis

Com a cara de Pedro Raul e Jair Ventura, Goiás ganha força para permanecer na Série A

0 Comentários
Mapa do gol: veja como e onde alguns dos artilheiros do futebol Sul-Americano marcam

Mapa do gol: veja como e onde alguns dos artilheiros do futebol Sul-Americano marcam

Douglas Batista
O impacto de Vagner Love no Sport: como joga o novo atacante da equipe
Jonatan Cavalcante

O impacto de Vagner Love no Sport: como joga o novo atacante da equipe

0 Comentários
O presente e o futuro da Seleção do Equador
Matheus Soares

O presente e o futuro da Seleção do Equador

0 Comentários
1XBet - Receber Bônus
Pedro e Gabigol: como funciona a parceria no Flamengo de Dorival
Gabriel de Assis

Pedro e Gabigol: como funciona a parceria no Flamengo de Dorival

0 Comentários
As providências do Fortaleza para se manter na Série A do Campeonato Brasileiro
Gabriel de Assis

As providências do Fortaleza para se manter na Série A do Campeonato Brasileiro

0 Comentários
O atual e mais novo goleador do Uruguai: como joga Mauro Méndez
Aurelio Solano

O atual e mais novo goleador do Uruguai: como joga Mauro Méndez

0 Comentários
Os 12 destaques jovens sub-23 das Séries B, C e D do Brasileirão

Os 12 destaques jovens sub-23 das Séries B, C e D do Brasileirão

Douglas Batista
O mérito defensivo do Fluminense de Fernando Diniz
Gabriel de Assis

O mérito defensivo do Fluminense de Fernando Diniz

0 Comentários
Existe vida para o “goleiro líbero” na Serie A italiana?
Caio Bitencourt

Existe vida para o “goleiro líbero” na Serie A italiana?

0 Comentários
1XBet - Receber Bônus
Galhardo, Otero e Lucas Sasha: como jogam os novos reforços do Fortaleza
Douglas Batista

Galhardo, Otero e Lucas Sasha: como jogam os novos reforços do Fortaleza

0 Comentários
Mohamed-Ali Cho: presente e futuro da Real Sociedad
Bruna Mendes

Mohamed-Ali Cho: presente e futuro da Real Sociedad

0 Comentários
Guia da Eurocopa Feminina de Futebol 2022

Guia da Eurocopa Feminina de Futebol 2022

Luís Cristovão
A aposta da Inter em Kristjan Asllani e o futuro
Caio Bitencourt

A aposta da Inter em Kristjan Asllani e o futuro

0 Comentários