Caio Dantas: a bola da vez no futebol brasileiro

Artilheiro do Brasil em 2020, Caio Dantas vem sendo cobiçado por alguns clubes nacionais e estrangeiros. O Footure analisou os comportamentos do atacante do Sampaio Corrêa e conversou com um especialista em análise de mercado

O Sampaio Corrêa é uma das sensações da Série B 2020. De postulante ao rebaixamento, após início ruim, passou a ser um dos candidatos ao acesso à Série A. E um dos pilares dessa virada de chave da Bolívia Querida tem nome e sobre nome: Caio Dantas.

Eleito por jornalistas o melhor jogador de outubro e novembro da Série B. O camisa 9 é uma das referências técnicas do time comandado por Léo Condé. São 17 gols em 31 jogos disputados. Uma média superior a 1 gol a cada duas partidas.

Os torcedores mais céticos, podem apontar que Caio Dantas está passando apenas por um bom momento. De fato, é preciso ficar muito atento ao contexto. Afinal, não existe portabilidade de eficiência. No entanto, Caio Dantas já mostra há três temporadas uma significativa regularidade no quesito gols marcados.

Em 2018, foi artilheiro da Série C pelo Botafogo-SP com 11 gols. E conduziu a equipe paulista ao acesso. No ano seguinte, atuando pelo Cuiabá, marcou 10 gols no Matogrossense e Copa Verde. No início da temporada, pelo Boa Vista-RJ, marcou 7 gols em 12 jogos. O que resulta em 24 gols em 43 partidas.

As boas atuações chamaram à atenção de gigantes do futebol brasileiro e também de equipes europeias e asiáticas. Aos 27 anos, está vivendo o auge da forma física, técnica, cognitiva e mental. A valorização do atleta no mercado pode ser um empecilho para a renovação. Ainda mais, levando-se em conta a realidade financeira do Sampaio Corrêa e também o atual contrato do atacante.

“O Caio já ganhou três vezes mais do que atualmente recebe no Sampaio. Mas ele acreditou no projeto. A comissão técnica que já tinha trabalhado com ele ajudou bastante nessa negociação. E entendeu que podia dar um passinho para trás no âmbito financeiro para dar cinco passos à frente na questão técnica. E hoje é o artilheiro da Série B”, Juliano Camargo, executivo de futebol do Sampaio Corrêa, em entrevista exclusiva ao Footure.

Não à toa, Caio Dantas é tratado como a bola da vez no futebol brasileiro. Uma passada rápida nas principais redes sociais e observa-se que torcedores de vários clubes querem contar com o artilheiro. Mas será que Caio Dantas se encaixa no seu time? Quais são as suas características? Quais comportamentos repete com mais frequência? Vale o investimento? Possui potencial de revenda?

Para responder essas perguntas, o Footure preparou uma análise do atacante do Sampaio Corrêa e também conversou com o analista de mercado do Footure Pro, Mairon Rodrigues.

No momento em que o Sampaio Corrêa está sem a bola e busca impedir a progressão do adversário. Caio Dantas como parte do sistema defensivo, procura fechar linhas de passes e induzir a saída de bola do oponente para a bola longa ou para a zona de pressão.

Comportamento defensivo de Caio Dantas
Edição: KlipDraw

Em organização ofensiva, Caio Dantas, participa da fase de preparação a partir de pivôs e poucos toques na bola. O atacante busca realizar movimentos de baixar até a intermediária ofensiva para fazer a “parede” e passar a bola para quem vem de trás.

Caio Dantas tem se mostrado um grande controlador do fluxo ofensivo do Sampaio Corrêa
Edição: KlipDraw

No vídeo acima também é possível notar com frequência a ocupação da entrelinha dos adversários- espaço entre os zagueiros e volantes – e também a flutuação para o setor da bola. Além disso, demonstra ser um jogador que costuma utilizar o corpo para sustentar e superar a pressão do adversário, mantendo o equilíbrio corporal e tornando a trama ofensiva fluida. No entanto, sofre bastante nas disputas de 1º e 2º bola pelo alto.

Nos momentos que antecedem a finalização, Caio Dantas, realiza alguns movimentos padrões como fazer uma diagonal curta, de dentro pra fora, entre o zagueiro e o lateral, se posicionar entre os zagueiros e atacar o espaço e a bola, fazer o movimento de atacar a profundidade e recuar para receber a bola no espaço vazio e vir buscar o jogo na entrelinha adversária.

Comportamento ofensivo de Caio Dantas
Edição: KlipDraw

Ao receber a bola, Caio Dantas, apresenta maior utilização do pé dominante (direito), mas não são raros os momentos que o pé esquerdo entra em ação para dominar ou até mesmo finalizar as jogadas. As finalizações, por sinal, acontecem em sua maioria na região da grande área. Dos 12 gols assinalados com bola rolando, apenas 1 não partiu dessa região do campo.

O que denota a relação intrínseca que possui com a grande área. Fazendo com que essa região do campo se torne uma espécie de habitat natural. Trazendo conforto e lhe conferindo a capacidade de com um ou dois toques finalizar as jogadas.

Dados qualitativos e quantitativos de Caio Dantas pelo Sampaio Corrêa

Na arte acima, fica nítida a influência que Caio Dantas exerce na equipe do Sampaio Corrêa. Seja marcando gols ou concedendo assistências. Participou diretamente de mais de 50% dos tentos marcados, de um total de 41. E essa capacidade de se fazer influente tem sido fundamental para equipe em momentos cruciais das partidas. Uma vez que, os gols marcados por Caio Dantas dão ao Sampaio Corrêa a condição de ficar em vantagem, tornar o placar cômodo ou garantir o somatório de ao menos um ponto.

A leitura de jogo aliada ao bom posicionamento tornam o Caio Dantas um dos centroavantes mais perigosos do futebol brasileiroAlém dessas duas valências, o camisa 9 do Sampaio Corrêa, tem mostrado excelente capacidade de definição. Não à toa, ao analisar o número de finalizações necessárias para marcar 1 gol, Caio Dantas ocupa o top-5 de finalizadores mais eficazes.

FINALIZAÇÕES PARA MARCAR 1 GOL

  • LUCIANO – 3,0
  • GERMÁN CANO – 3,4
  • THIAGO GALHARDO – 3,43
  • PEDRO – 3,6
  • CAIO DANTAS – 3,64

O instinto goleador atraiu os olhares de Palmeiras, Botafogo e alguns clubes estrangeiros. Consequentemente, o valor de mercado do atacante atingiu valores consideráveis. E para Mairon Rodrigues, Caio Dantas, possui pontos destacáveis, assim como, pontos que precisam ser melhorados. E ao colocar no fiel da balança, o valor de mercado está bastante inflacionado.

“Ele joga muito bem fora da área e possui uma ótima visão de jogo para um centroavante. No entanto, apresenta dificuldades para trocar de direção e nas disputas físicas. Possui uma margem de evolução cognitiva bem estreita. Por isso, vejo um atacante que pode atuar em centros menores. E todo esse hype, tornaram os valores para uma possível aquisição dos direitos federativos, bem inflacionados e acima da relação custo-benefício”, afirmou o Analista de Mercado do Footure Pro.

Enquanto o futuro de Caio Dantas não é definido, o torcedor da Bolívia Querida, espera que o atacante siga balançando as redes e possa conduzir o clube ao acesso à elite do futebol brasileiro.

Compartilhe

Comente!

Tem algo a dizer?

Jonatan Cavalcante

Últimas Postagens

Como Vlahovic virou um artilheiro de muitos gols na Fiorentina
Caio Bitencourt

Como Vlahovic virou um artilheiro de muitos gols na Fiorentina

0 Comentários
Depressão: a inimiga invisível do futebol
Fernanda Lima

Depressão: a inimiga invisível do futebol

0 Comentários
Power in Motion: o projeto de restabelecimento do Dínamo de Moscou
Caio Nascimento

Power in Motion: o projeto de restabelecimento do Dínamo de Moscou

0 Comentários
Em sua primeira final europeia da história, o Villarreal desbanca o Arsenal nas semis da Europa League
Bruna Mendes

Em sua primeira final europeia da história, o Villarreal desbanca o Arsenal nas semis da Europa League

0 Comentários
A coerência no Chelsea de Thomas Tuchel e no City de Pep Guardiola
Lucas Filus

A coerência no Chelsea de Thomas Tuchel e no City de Pep Guardiola

0 Comentários
O que fez Darío Sarmiento chamar a atenção do Manchester City?
Dimitri Barcellos

O que fez Darío Sarmiento chamar a atenção do Manchester City?

0 Comentários
Paul Pogba pode ser o primeiro ‘reforço’ do United para a próxima temporada
Lucas Filus

Paul Pogba pode ser o primeiro 'reforço’ do United para a próxima temporada

0 Comentários
A vez da geração 2004: conheça Matheus Nascimento, Cowell, Sesko e Demir
Caio Nascimento

A vez da geração 2004: conheça Matheus Nascimento, Cowell, Sesko e Demir

0 Comentários
Por que João Pedro é a tábua de salvação para o Cagliari
Caio Bitencourt

Por que João Pedro é a tábua de salvação para o Cagliari

0 Comentários
Biotipo, velocidade de raciocínio e tomada de decisão: o que é a intensidade no futebol
Caio Alves

Biotipo, velocidade de raciocínio e tomada de decisão: o que é a intensidade no futebol

0 Comentários
Knappenschmiede: a histórica forja do Schalke 04 em meio a turbulência existencial do clube
Caio Nascimento

Knappenschmiede: a histórica forja do Schalke 04 em meio a turbulência existencial do clube

0 Comentários
Campeão da Copa do Rei, Barcelona domina o Athletic e busca o doblete
Bruna Mendes

Campeão da Copa do Rei, Barcelona domina o Athletic e busca o doblete

0 Comentários
O que a contratação de Alexandre Gallo pode aportar ao Santa Cruz?
Jonatan Cavalcante

O que a contratação de Alexandre Gallo pode aportar ao Santa Cruz?

0 Comentários
4 histórias para se observar na fase de grupos da Libertadores 2021
Dimitri Barcellos

4 histórias para se observar na fase de grupos da Libertadores 2021

0 Comentários
Raúl Bobadilla e Abel Hernández: conheça os novos centroavantes do Fluminense
Gabriel Corrêa

Raúl Bobadilla e Abel Hernández: conheça os novos centroavantes do Fluminense

0 Comentários