Dicas de Betting — 32ª rodada

Caio Bitencourt traz números e curiosidades do Brasileirão e mais: over, under, anytime e muitas outras dicas das ligas da Europa.

Final de semana com jogos pelo Campeonato Brasileiro e na Europa! A equipe do Footure está trazendo mais dicas, números e estatísticas para você que está em busca daquele green e fugir de um red.

Cadastre-se na 1xBET, utilize o código FOOTURE e ganha um bônus de até R$500. Todos têm sua chance, use a usa! Faça seu cadastro e aposte clicando aqui.

Um último aviso: por óbvio, não há 100% de garantia de acerto, mas são algumas das tendências para os duelos. Jogue com moderação.

FONTES: OgolWhoScoredFutpédiaSoccerstats


Goiás x Santos

  • Os últimos 6 jogos entre Goiás e Santos tiveram 3 gols ou mais (mais que 2.5).
  • O Santos venceu seus 3 últimos jogos no Brasileirão.
  • O Goiás sofreu no mínimo 2 gols em 5 dos seus últimos 6 jogos pelo Brasileirão.
  • O Santos marcou no mínimo 2 gols em 5 dos últimos 6 jogos diante do Goiás pelo Brasileirão.
  • O Goiás marcou no mínimo 2 gols em seus 3 últimos jogos em casa pelo Brasileirão.
  • O Goiás está invicto nos últimos 6 jogos em casa pelo Brasileirão.
  • O Santos venceu 7 dos últimos 10 confrontos contra o Goiás pelo Brasileirão.
  • Em 20 dos 23 jogos entre Goiás e Santos pelos pontos corridos houve 2 gols ou mais (mais que 1.5).
  • 5 das 6 vitórias do Goiás sobre o Santos na era dos pontos corridos foram no Serra Dourada.
  • Em 8 dos últimos 9 jogos fora de casa do Santos houve menos que 3 gols (menos que 2.5).
  • Média de gols do confronto (histórico): 2,97/partida. Média de gols do confronto (pontos corridos): 3,69 gols/partida.

Palmeiras x Corinthians

  • O Palmeiras não perdeu nenhum dos clássicos como mandante no Brasileirão 2019 (4–0 no Santos e 3–0 no São Paulo). Já o Corinthians, não venceu nenhum dos clássicos como visitante no Brasileirão 2019 (derrotas de 1–0 para Santos e São Paulo).
  • Os últimos 7 clássicos entre Palmeiras e Corinthians tiveram menos que 3 gols (menos que 2.5).
  • O Palmeiras não sofreu gols em 6 dos últimos 8 jogos em casa pelo Brasileirão.
  • O Palmeiras esteve vencendo no intervalo e no final da partida em 6 dos últimos 8 jogos pelo Brasileirão.
  • Em 5 dos últimos 6 jogos do Corinthians houve 3 gols ou mais (mais que 2.5).
  • O Corinthians não vence há 5 jogos fora de casa no Brasileirão.
  • O Corinthians venceu 3 dos últimos 4 dérbis contra o Palmeiras quando o Verdão era mandante.
  • É o primeiro Derby de Mano Menezes como técnico do Palmeiras. Como técnico do Corinthians, jogou 8 clássicos, com 2 vitórias, 4 empates e 2 derrotas. Curiosamente, nunca perdeu um clássico jogado no Pacaembu (derrotas no Morumbi em 2008 e no Prudentão em 2009).
  • É o primeiro Derby de Dyego Coelho como técnico. Como jogador do Corinthians, foram 3 clássicos, com 1 vitória, 1 empate e 1 derrota.
  • O Palmeiras venceu o último Derby no Pacaembu, em 2016, por 1–0. Porém, foi sua primeira vitória no estádio nos Derbys desde 1995. Entre a vitória por 2–0 pelo Brasileirão de 1995 e a de 1–0 pelo Paulista de 2016, a supremacia corintiana no Municipal: 7 vitórias corintianas e 6 empates.
  • É um duplo tira-teima no Derby: no confronto direto geral, em que Palmeiras e Corinthians empatam com 127 vitórias nos 362 jogos disputados, e no confronto pelo Brasileirão, onde os dois estão empatados com 10 vitórias cada. 
  • Média de gols do confronto (histórico): 2,18/partida. Média de gols do confronto (pontos corridos): 2,18 gols/partida.

Internacional x Fluminense

  • Internacional perdeu apenas 2 dos seus últimos 34 jogos no Beira-Rio pelo Brasileirão.
  • Nos 6 últimos jogos em casa do Internacional houve menos que 3 gols (menos que 2.5).
  • Em 7 dos últimos 8 jogos do Fluminense houve menos que 3 gols (menos que 2.5).
  • O Fluminense não marcou em 5 das últimas 7 partidas fora de casa pelo Brasileirão.
  • O Internacional venceu 5 das últimas 6 partidas diante do Fluminense por todas as competições.
  • Última vitória do Fluminense no Beira-Rio contra o Internacional: 1–0 pelo Brasileirão de 2012.
  • O Internacional tem vantagem no confronto direto contra o Fluminense pelo Brasileirão: em 61 jogos, 25 vitórias coloradas, 22 empates e 16 vitórias tricolores.
  • Porém, nos pontos corridos, a vantagem se inverte: em 31 jogos, foram 12 vitórias do Flu, 10 do Inter e 9 empates.
  • Na única visita a Porto Alegre no campeonato, o Fluminense venceu: um emocionante 5–4 sobre o Grêmio, em 5 de maio. 
  • O Internacional venceu 3 dos 4 jogos contra o Fluminense pelo Brasileirão no novo Beira-Rio (desde 2014).
  • Média de gols do confronto (histórico): 2,40/partida. Média de gols do confronto (pontos corridos): 2,67 gols/partida.

Cruzeiro x Atlético-MG

  • O Atlético-MG não vence há 10 jogos fora de casa pelo Brasileirão. 
  • Porém, o Atlético-MG vem de uma vitória por 2–0 sobre o Goiás, justamente no Mineirão. 
  • O Cruzeiro está invicto nos últimos 9 jogos pelo Brasileirão.
  • O Atlético só venceu 1 dos últimos 11 clássicos no Mineirão contra o Cruzeiro em todas as competições.
  • O Atlético venceu 4 dos últimos 6 clássicos pelo Brasileirão.
  • Última vitória do Cruzeiro pelo Brasileirão: 3–2 no Independência pelo Brasileirão de 2016.
  • Última vitória do Atlético em clássicos no Mineirão: 3–1 pelo Brasileirão de 2017.
  • O Atlético-MG sofreu gol nos últimos 9 jogos fora de casa pelo Brasileirão.
  • Desde a reinauguração do Mineirão, em 2013, em 12 dos 19 clássicos no Gigante da Pampulha, ambos marcaram gols.
  • Em 48 dos 69 clássicos entre Cruzeiro e Atlético-MG pelo Brasileirão, houve mais que 2 gols (mais que 1.5).
  • Em 23 dos 31 clássicos entre Cruzeiro e Atlético-MG na era dos pontos corridos, houve mais que 2 gols (mais que 1.5).
  • No Brasileirão, a vantagem é atleticana: nos 69 jogos pelo campeonato, foram 26 vitórias do Atlético, contra 22 do Cruzeiro, e 21 empates.
  • Porém, na era dos pontos corridos, a vantagem é cruzeirense: nos 31 jogos, foram 14 vitórias da Raposa, 12 do Galo e 5 empates.
  • Média de gols do confronto (histórico): 2,65/partida. Média de gols do confronto (pontos corridos): 2,85 gols/partida.

São Paulo x Athletico

  • O Athletico só venceu o São Paulo como mandante em 1 vez nos últimos 19 jogos: 2–1, válido pelo Brasileirão de 2016.
  • Somente duas vezes o Athletico venceu o São Paulo no Morumbi: em 1983, pelas quartas do Brasileirão (1–0) e em 2016 (2–1).
  • Em 8 dos últimos 9 jogos do São Paulo houve menos que 3 gols (menos que 2.5).
  • O São Paulo não sofreu gols em 5 dos seus últimos 8 jogos pelo Brasileirão.
  • O São Paulo não sofreu gols nas suas últimas 3 partidas contra o Athletico.
  • As últimas 3 partidas entre São Paulo e Athletico tiveram menos que 3 gols (menos que 2.5).
  • Nos 3 últimos jogos do Athletico houve menos que 3 gols (menos que 2.5).
  • O Athletico não perde há 6 jogos fora de casa pelo Brasileirão.
  • O São Paulo venceu 3 dos últimos 4 jogos contra o Athletico pelo Brasileirão.
  • Em 18 dos 31 jogos entre São Paulo e Athletico pelos pontos corridos houve menos que 3 gols (menos que 2.5).
  • Média de gols do confronto (histórico): 2,38/partida. Média de gols do confronto (pontos corridos): 2,35 gols/partida.

Flamengo x Bahia

  • O Flamengo venceu 15 das suas últimas 17 partidas pelo Brasileirão.
  • Nos 5 últimos jogos em casa do Bahia houve menos que 3 gols (menos que 2.5).
  • O Flamengo marcou no mínimo 2 gols em 6 das últimas 8 partidas pelo Brasileirão.
  • O Flamengo não perde há 5 jogos para o Bahia no Rio de Janeiro.
  • O Bahia não vence há 5 jogos pelo Brasileirão.
  • O Bahia venceu 3 vezes o Flamengo no Rio de Janeiro pelo Brasileirão: 1–0 em 1994 e 1996, e 3–1 em 2011. As três em estádios diferentes: Maracanã (1–0 em 1994), São Januário (1–0 em 1996), e Engenhão (3–1 em 2011).
  • No Novo Maracanã (pós-2013), o Flamengo venceu 3 dos 4 confrontos diante do Bahia pelo Brasileirão.
  • 12 dos 15 jogos entre Flamengo e Bahia nos pontos corridos tiveram 2 gols ou mais (mais que 1.5).
  • Em 12 dos 15 jogos do Flamengo no Maracanã pelo Brasileirão houve 2 gols ou mais (mais que 1.5).
  • O Bahia sofreu pelo menos 1 gol nos últimos 5 jogos pelo Brasileirão.
  • Média de gols do confronto (histórico): 2,20/partida. Média de gols do confronto (pontos corridos): 2,93 gols/partida.

Chapecoense x Grêmio

  • Em 10 dos últimos 12 jogos da Chapecoense pelo Brasileirão houve menos que 3 gols (menos que 2.5).
  • Nos 6 últimos jogos fora de casa do Grêmio houve 3 gols ou mais (mais que 2.5).
  • A Chapecoense só venceu 1 das suas últimas 16 partidas pelo Brasileirão.
  • O Grêmio venceu seus 4 últimos jogos pelo Brasileirão.
  • O Grêmio marcou no mínimo 2 gols em seus últimos 3 jogos pelo Brasileirão.
  • A Chapecoense só venceu 1 de 6 confrontos diante do Grêmio na Arena Condá pela história do Brasileirão.
  • A Chapecoense está a 7 jogos sem vencer em casa pelo Brasileirão.
  • Em 4 de 6 confrontos entre Chapecoense e Grêmio na Arena Condá, ambas as equipes marcaram gols.
  • A Chapecoense sofreu gols nos últimos 7 jogos pelo Brasileirão.
  • O Grêmio marcou ao menos um gol fora de casa nos últimos 6 jogos como visitante no Brasileirão.
  • Média de gols do confronto (histórico): 3,33/partida. Média de gols do confronto (pontos corridos): 3,36 gols/partida.

Fortaleza x Ceará

  • O Ceará perdeu 5 das últimas 6 partidas como visitante.
  • Em 5 dos últimos 6 jogos do Fortaleza houve 3 gols ou mais (mais que 2.5).
  • Nos últimos 3 jogos do Ceará houve menos que 3 gols (menos que 2.5).
  • O Ceará perdeu por 1 gol de diferença em 5 dos últimos 6 jogos como visitante.
  • O Fortaleza marcou no mínimo 2 gols em suas últimas 3 partidas pelo Brasileirão.
  • Em 4 dos últimos 6 clássicos entre Fortaleza e Ceará houve menos que 3 gols (menos que 2.5).
  • O Fortaleza tem vantagem nos clássicos-rei em 2019: venceu 2 de 5, enquanto os outros 2 terminaram empatados. Por outro lado, o Ceará venceu o do primeiro turno do Brasileiro.
  • O Fortaleza venceu apenas 1 dos 10 Clássicos Rei pela Série A do Brasileirão: 1–0 pelo Brasileirão de 1976. 
  • O Ceará venceu 5 dos últimos 6 clássicos contra o Fortaleza pela Série A do Brasileirão.
  • Em 7 dos 10 clássicos entre Ceará e Fortaleza pelo Brasileirão houve menos que 3 gols (menos que 2.5).
  • Média de gols do confronto (histórico): 1,7/partida. Média de gols do confronto (pontos corridos): 3 gols/partida.

CSA x Vasco

  • O CSA venceu 5 das suas últimas 6 partidas em casa pelo Brasileirão.
  • O CSA perdeu 4 dos seus últimos 5 jogos pelo Brasileirão.
  • Nos últimos 4 jogos do Vasco fora de casa houve menos que 3 gols (menos que 2.5).
  • O Vasco está invicto nas últimas 5 partidas fora de casa.
  • O Vasco não vence há 4 jogos pelo Brasileirão.
  • Os 3 últimos confrontos dos 4 jogos entre CSA e Vasco pela Série A terminaram empatados.
  • O CSA nunca venceu o Vasco pelo Brasileirão. Porém, pela Copa do Brasil venceu por duas vezes, uma delas em 1992, em São Januário, por 1–0, e outra em 2002, por 2–1, no Rei Pelé.
  • Única vitória do Vasco no Brasileirão contra o CSA: 4–0 pelo Brasileirão de 1978.
  • O CSA sofreu gols em suas últimas 7 partidas pelo Brasileirão.
  • O CSA marcou pelo menos um gol em seus últimos 7 jogos pelo Brasileirão.
  • Média de gols do confronto (histórico): 2/partida. Média de gols do confronto (pontos corridos): 0 gols/partida.

Botafogo x Avaí

  • O Avaí perdeu suas últimas 7 partidas pelo Brasileirão.
  • O Avaí perdeu no intervalo e no final da partida em seus últimos 3 jogos fora de casa.
  • O Botafogo perdeu no intervalo e no final da partida em 5 de seus últimos 6 jogos.
  • O Botafogo perdeu 5 das suas últimas 6 partidas pelo Brasileirão.
  • O Avaí não marcou em suas 3 últimas partidas fora de casa.
  • O Avaí sofreu no mínimo 2 gols em seus últimos 4 jogos pelo Brasileirão.
  • Nos últimos 3 jogos do Avaí fora de casa houve menos que 3 gols (menos que 2.5).
  • O Botafogo sofreu no mínimo 2 gols em 3 das suas últimas 4 partidas.
  • Em 8 de 10 jogos entre Botafogo e Avaí na história do Brasileirão houve 2 gols ou mais (mais que 1.5).
  • Os 3 últimos confrontos entre Botafogo e Avaí no Brasileirão tiveram menos que 3 gols (menos que 2.5).
  • Média de gols do confronto (histórico): 2,8/partida. Média de gols do confronto (pontos corridos): 2,44 gols/partida.

TOP 5 EUROPEU

TOP 5 RESULTADO FINAL — 1. Barcelona-Celta: O Barcelona tentará manter a liderança do campeonato no Camp Nou, local onde está invicto na temporada, apesar do tropeço no meio de semana na Champions, contra um Celta que marcou apenas 2 pontos nos 5 jogos que fez fora de casa.

2. Lazio-Lecce: A Lazio, invicta no Olimpico na temporada, e a segunda melhor mandante da Serie A, deve manter sua campanha contra um Lecce, que apesar de tirar pontos de grandes como Milan e Juventus, sofreu muito e foi goleada quando enfrentou times como Atalanta e Inter. Notícia boa para os biancocelesti, que já golearam Genoa e Torino em casa.

3. Lille-Metz: O Lille, invicto em casa na atual Ligue 1, enfrenta o Metz, que perdeu 4 de 6 jogos fora de casa, e está na zona do rebaixamento, na 19ª posição, em busca de sair da 6ª posição e retomar seu lugar na zona de Champions League. É franco favorito para o confronto mesmo após o baque do meio de semana diante do Valencia na Champions. 

4. Borussia Monchengladbach-Werder Bremen: O Gladbach, líder da Bundesliga, tentará manter a liderança e a boa campanha em casa com 10 pontos em 5 jogos, contra um Werder Bremen que vem de cinco empates consecutivos e que tem uma campanha irregular fora de casa. 

5. AZ-Emmen: O AZ, que tem uma das melhores campanhas em casa da Eredivisie, enfrenta o Emmen, que sequer pontuou fora de casa no campeonato. Franco favoritismo para quem faz uma boa campanha na competição e está na vice-liderança, tendo ultrapassado o PSV nas últimas rodadas.

TOP 5 DUPLA POSSIBILIDADE — 1. Atlético-Espanyol: O Atleti está invicto em casa e busca a liderança da Liga no Wanda Metropolitano, contra o Espanyol, que está na zona de rebaixamento. Por outro lado, o confronto que aparenta ser fácil para os colchoneros tem um porém: os catalães conquistaram seus 8 pontos apenas em jogos fora de casa.

2. Tottenham-Sheffield United: Os Spurs estão invictos em casa e tentarão vencer para finalmente decolar na atual Premier League. Por outro lado, enfrentarão um adversário difícil, uma vez que os Blades ainda não perderam fora de casa na atual competição. Leve favoritismo para os comandados de Mauricio Pochettino.

3. Brest-PSG: O PSG é o líder, é o melhor visitante do campeonato, com 12 de seus 27 pontos na Ligue 1 marcados fora de casa, e tende a ser o favorito no confronto contra o Brest. Porém, é um confronto perigoso devido ao fato de que o Brest está invicto em casa no campeonato, com 3 vitórias e 3 derrotas. 

4. Juventus-Milan: A dupla possibilidade se deve mais ao fator clássico, e nisso, sempre há oportunidade para o Milan. Porém, a Juve nunca perdeu um clássico para os rossoneri no Stadium. Os times de Sarri desde que o treinador estreou na Serie A, em 2014, nunca perderam para o Milan. Só estes dois fatos já dão a dimensão da vantagem bianconera.

5. Manchester United-Brighton: Em Old Trafford, a vantagem tende a ser red devil, um adversário menos complicado para o United, em vista que já jogou 3 clássicos em sua casa na temporada (Chelsea, Arsenal e Liverpool). Enfrenta o Brighton, que apesar de na frente na tabela, no confronto entre décimo contra oitavo, venceu apenas o Watford nos confrontos fora de casa.

TOP 5 OVER — 1. Bayern-Dortmund: Um dos grandes clássicos da Bundesliga tem alta tendência de gols, uma vez que a marca de 3 gols ou mais (mais que 2.5) sempre é batida. Resta saber se por uma troca de gols entre as duas equipes, como em 2 dos últimos 5 clássicos entre os dois em Munique, ou goleada bávara, que tem virado rotina, como nos últimos 3 clássicos em Munique. Ou até uma goleada aurinegra, por que não com os momentos de crise no Bayern? Com os dois embalados pelo meio de semana, a promessa é alta.

2. Feyenoord-RKC: O Feyenoord tem uma campanha curiosa em termos de gols. Em meio ao decepcionante décimo lugar, marcou 22 gols e sofreu também 22 gols. É um pedido para jogadores de over, especialmente quando enfrenta a pior defesa do campeonato, a do lanterna RKC, que sofreu 33 gols na atual Eredivisie.

3. Eibar-Real Madrid: O Madrid vai em busca da liderança do campeonato embalado por um 6–0 na Champions League sobre o Galatasaray. Pode desencantar um ataque que, para seus padrões, marcou pouco fora de casa, com 6 gols, sem marcar nos últimos 2 jogos fora. Já o Eibar, apesar da campanha irregular em casa, marcou gols em 4 dos 5 jogos, e sofreu gols em todos sediados em Ipurúa, e seguirá jogando no ataque. 

4. Chelsea-Crystal Palace: Em 6 dos últimos 7 jogos do Palace houve 3 gols ou mais (mais que 2.5). Marca que aconteceu nos últimos 6 jogos do duelo londrino entre Chelsea e Palace, e que tende a se repetir, especialmente por conta da defesa dos Blues.

5. Leicester-Arsenal: Dois bons ataques da Premier League, embora o Arsenal tenha lá suas dificuldades, e tenha marcado 16 gols, isso parece pouco perto dos 27 dos Foxes, embora inflados pelo recente 9–0 sobre o Southampton. Por outro lado, os Gunners tem passado maus bocados com a defesa, o que aumenta a expectativa por um over.

TOP 5 UNDER — 1. Santa Clara-Benfica: A escolha se justifica por duas formas. Apesar de líder do campeonato, os benfiquistas só marcaram mais de 2 gols fora de casa em 1 dos 4 jogos que fizeram longe da Luz. Já o Santa Clara tem o segundo pior ataque, com 6 gols. Mas tem uma das melhores defesas, com apenas 8 gols sofridos, o que ajuda a lhe garantir a oitava posição.

2. Alavés-Valladolid: O Alavés em confrontos em casa costuma tomar poucos gols, só sofreu 2, embora tenha marcado apenas 7. Já o Valladolid não costuma marcar tantos gols fora de casa, apesar de ter marcado nos últimos 3 jogos que fez fora de seu estádio.

3. Rio Ave-Vitória de Setúbal: Mais uma vez a campanha do Vitória de Setúbal justifica tudo. Apenas 3 gols marcados, e apenas 6 gols sofridos. Dois dos últimos 6 jogos foram em 0–0. Tudo isso contra um Rio Ave que apesar de ter marcado 9 de seus 14 gols em casa, tem uma campanha muito irregular em casa, tendo marcado apenas 5 pontos em 5 jogos por lá. 

4. Manchester United-Brighton: É uma tendência em Old Trafford. Os jogos do time de Solskjaer têm tido poucos gols no Teatro dos Sonhos. Não a toa os últimos 3 tiveram menos que 3 gols (menos que 2.5). Já o Brighton, é irregular fora de casa. Não se sabe se serão os Seagulls que marcaram contra Villa e Watford longe de casa, ou se serão os que foram presas fáceis para City e Chelsea, o que aumenta a tendência de under.

5. Udinese-Spal: A Spal sequer marcou um gol como visitante na atual edição da Serie A. Já a Udinese marcou apenas 3 gols como mandante no campeonato. O que explica a tendência de poucos gols para esta partida do 11º lugar contra o lanterna da competição.

TOP 5 AMBOS MARCAM — 1. Sampdoria-Atalanta: A Atalanta de Gasperini marcou gols e sofreu gols em todas as 6 partidas que fez fora de casa na Serie A. E com a Sampdoria, já sob nova direção com Ranieri nas últimas rodadas, parece seguir a tendência, apesar de não deslanchar no número de gols.

2. Hertha-Leipzig: Em três dos quatro jogos do Hertha como mandante, ambas as equipes marcaram. Esta parece ser uma tendência contra um Leipzig que marcou em todas as partidas fora de casa na atual edição da Bundesliga.

3. Liverpool-Man City: O neoclássico da Premier League pode pegar a tendência dos clássicos: sempre de ambos marcarem gols. Além disso, em 4 dos últimos 6 confrontos no geral entre Liverpool e Manchester City, ambas as equipes marcaram gol.

4. Monaco-Dijon: Um confronto entre equipes na parte de baixo da Ligue 1, com uma tendência: as defesas irregulares, especialmente a do Monaco, na qual em todos os jogos em casa, sofreu gols, e por outro lado, sempre deixou o seu em 5 de 6 jogos, marca diferente aos números fora de casa do adversário Dijon, que apesar de só ter deixado o seu em 2 de 6 jogos fora, pode aproveitar a fraca defesa da casa. 

5. Valencia-Granada: O Valencia, em uma campanha mediana, em 11º lugar, enfrenta o sexto colocado, Granada, no Mestalla, buscando ascender na tabela. Um jogo disputado, e com alguns fatores, especialmente o fato de que o Valencia sofreu e marcou gols em todos os jogos em casa e o Granada sempre marcou nos jogos fora. 

TOP 5 ANYTIME — 1. Messi vs Celta: Não é uma tarefa difícil apostar em Messi. Especialmente quando joga em seu templo, o Camp Nou, e quando joga contra o Celta, que não dificulta as coisas para o Barça há tempos, e que sofreu 10 gols na carreira do argentino. 

2. Lewandowski vs Dortmund: A figurinha carimbada do “Dicas de Anytime” está de volta. Além de ser o artilheiro da Bundesliga, com 14 gols, com folga, virou um carrasco do antigo clube. Com ele, a lei do ex foi posta em prática por incríveis 16 vezes. Será posta neste sábado?

3. Ben Yedder vs Dijon: O artilheiro da Ligue 1, com 9 gols, x deles marcados no Stade Louis II, casa do Monaco, enfrenta o Dijon, em duelo de dois times tentando fugir da parte de baixo da tabela. Com os monegascos fora da zona, a oportunidade de disparar no campeonato é uma boa para o artilheiro deixar mais uma vez sua marca.

4. Immobile vs Lecce: Depois de ler toda a campanha da Lazio em casa na Serie A, e contra um adversário que complica, mas que tem um jogo um pouco mais aberto, a tendência é em apostar de novo no artilheiro da Serie A, que já deixou sua marca 13 vezes na competição.

5. Kane vs Sheffield United: O artilheiro dos Spurs marcou 3 dos seus 6 gols na Premier League nos 5 jogos que teve no White Hart Lane, local da partida deste sábado diante do Sheffield United. Só isso, é um grande motivo para a aposta no artilheiro inglês.

Compartilhe

Comente!

Tem algo a dizer?

Caio Bitencourt

Últimas Postagens

Atlético-MG vive seu melhor momento na temporada
Gabriel de Assis

Atlético-MG vive seu melhor momento na temporada

0 Comentários
A onda tecnicista na função do auxiliar técnico de futebol
Jonatan Cavalcante

A onda tecnicista na função do auxiliar técnico de futebol

0 Comentários
Friendly #1 | Imaginar e construir o futuro, a habilidade fundamental do século XXI
Footure

Friendly #1 | Imaginar e construir o futuro, a habilidade fundamental do século XXI

0 Comentários
Surpresa e tradição: os classificados para as quartas do futebol masculino na Olimpíada
Caio Nascimento

Surpresa e tradição: os classificados para as quartas do futebol masculino na Olimpíada

0 Comentários
Osimhen, Simy, e a problemática das narrativas sobre jogadores africanos
Caio Bitencourt

Osimhen, Simy, e a problemática das narrativas sobre jogadores africanos

0 Comentários
O que esperar do Real Madrid para os próximos anos com Carlo Ancelotti?
Bruna Mendes

O que esperar do Real Madrid para os próximos anos com Carlo Ancelotti?

0 Comentários
O que explica as goleadas do Flamengo com Renato Gaúcho?
Gabriel de Assis

O que explica as goleadas do Flamengo com Renato Gaúcho?

0 Comentários
Como o Vojvodismo transformou o Fortaleza em protagonista no futebol brasileiro?
Jonatan Cavalcante

Como o Vojvodismo transformou o Fortaleza em protagonista no futebol brasileiro?

0 Comentários
God Save the Game #34 | A janela de transferências da Premier League 21/22
Gabriel Corrêa

God Save the Game #34 | A janela de transferências da Premier League 21/22

0 Comentários
Felipão chega entregando o de sempre: segurança e resultado
Gabriel de Assis

Felipão chega entregando o de sempre: segurança e resultado

0 Comentários
Guia do futebol masculino na Olimpíada de Tokyo 2020: parte 2
Caio Nascimento

Guia do futebol masculino na Olimpíada de Tokyo 2020: parte 2

0 Comentários
A Itália ainda pode crescer após o título da Euro?
Caio Bitencourt

A Itália ainda pode crescer após o título da Euro?

0 Comentários
Guia do futebol masculino na Olimpíada de Tokyo 2020: parte 1
Caio Nascimento

Guia do futebol masculino na Olimpíada de Tokyo 2020: parte 1

0 Comentários
O complicado início de Diego Aguirre no Internacional
Gabriel de Assis

O complicado início de Diego Aguirre no Internacional

0 Comentários
Rodrigo De Paul: o meia com DNA de Simeone e Atlético de Madrid
Bruna Mendes

Rodrigo De Paul: o meia com DNA de Simeone e Atlético de Madrid

0 Comentários