Dicas de Betting - Brasileirão e Europa

Caio Bitencourt traz os números, dicas e curiosidades para você fazer a sua aposta nesta 28ª rodada do Campeonato Brasileiro e, também, o bônus com jogos do futebol europeu.

Dia de Campeonato Brasileiro e Ligas pela Europa! Na 27ª rodada do Brasileirão e mais uma rodada da Europa, a equipe do Footure está trazendo mais dicas, números e estatísticas para você que está em busca daquele green e fugir de um redLembrando que, em breve, as rodadas completas estarão disponíveis apenas para os integrantes do Footure Club, vem fazer parte do time. Não deixe de acessar 1xBet e fazer sua aposta.

Um último aviso: por óbvio, não há 100% de garantia de acerto, mas são algumas das tendências para os duelos. Jogue com moderação.

FONTES: Ogol, Soccerstats, WhoScored, Futpédia


Ceará x Vasco

  • O Ceará não sofreu gols nas suas últimas 3 partidas diante do Vasco.
  • Nos últimos 4 jogos do Ceará em casa houve menos que 3 gols (menos que 2.5).
  • 6 dos últimos 7 jogos entre Ceará e Vasco tiveram menos que 3 gols (menos que 2.5).
  • O Vasco venceu seus últimos 3 jogos no Brasileirão.
  • O Ceará só venceu 1 das últimas 11 partidas contra o Vasco em todas as competições.
  • O Vasco venceu seus 3 últimos jogos por 1 gol de diferença.
  • Desde a chegada de Adilson Batista, o Ceará venceu 2 dos últimos 5 jogos pelo Brasileirão.
  • 3 dos últimos 5 jogos do Ceará tiveram 2 gols ou mais (mais que 1.5).
  • O Ceará nunca venceu o Vasco pelo Brasileirão da Série A.
  • O Vasco venceu 6 dos últimos 8 jogos contra o Ceará válidos pelo Brasileirão.
  • Média de gols do confronto (histórico): 2,14/partida. Média de gols do confronto (pontos corridos): 2,14 gols/partida.

Corinthians x Santos

  • Nos últimos 7 jogos do Santos fora de casa houve menos que 3 gols (menos que 2.5).
  • Em 10 dos últimos 11 clássicos entre Corinthians e Santos houve menos que 3 gols (menos que 2.5).
  • O Corinthians está invicto nos 8 últimos clássicos contra o Santos na Arena (contando o amistoso do começo do ano).
  • Única vitória do Santos na Arena Corinthians: 2–1 pela Copa do Brasil 2015, no dia 26 de agosto daquele ano.
  • Santos nunca venceu na Arena Corinthians pelo Brasileirão.
  • Última vitória do Santos como visitante no Brasileirão: 3–1 em 18 de setembro de 2011, no Pacaembu. 
  • O Corinthians não vence há 5 jogos no Brasileirão.
  • O Santos está invicto nos últimos 4 clássicos contra o Corinthians no Brasileirão.
  • 24 de 31 jogos entre Corinthians e Santos na era dos pontos corridos tiveram 2 gols ou mais (mais que 1.5).
  • Todos os 5 jogos na Arena Corinthians entre Corinthians e Santos pelo Brasileirão tiveram menos que 3 gols (menos que 2.5).
  • Média de gols do confronto (histórico): 2,88/partida. Média de gols do confronto (pontos corridos): 2,74 gols/partida.

Bahia x Internacional

  • Nos 6 últimos jogos entre Bahia e Internacional com mando tricolor, houve menos que 3 gols (menos que 2.5).
  • Nos 6 últimos jogos do Internacional houve menos que 3 gols (menos que 2.5).
  • O Internacional venceu os últimos 4 jogos diante do Bahia em todas as competições.
  • Nas últimas 4 vitórias do Internacional sobre o Bahia, o Colorado venceu no intervalo e no final da partida.
  • Desde o título brasileiro do Bahia, em 1988, contra o Inter na final, o tricolor baiano só venceu 3 vezes o colorado pelo Brasileirão: em 1990 (2–1), e em 2013, duas vezes (2–1 no turno e 2–0 no returno).
  • O Internacional venceu 5 dos últimos 6 jogos contra o Bahia na Fonte Nova pelo Brasileirão.
  • O Bahia não vence há 3 jogos como mandante pelo Brasileirão.
  • O Internacional venceu apenas 3 de 13 jogos fora de casa pelo Brasileirão.
  • Em 5 dos últimos 7 jogos do Bahia, houve menos que 3 gols (menos que 2.5).
  • 10 dos 13 jogos entre Bahia e Internacional na era dos pontos corridos tiveram 2 gols ou mais (mais que 1.5).
  • Média de gols do confronto (histórico): 2,33/partida. Média de gols do confronto (pontos corridos): 2,30 gols/partida.

Fluminense x Chapecoense

  • Nos 6 últimos jogos da Chapecoense houve menos que 3 gols (menos que 2.5).
  • Nos últimos 5 jogos entre Fluminense e Chapecoense com mando tricolor, houveram 3 gols ou mais (mais que 2.5).
  • A Chapecoense não vence há 12 jogos pelo Brasileirão.
  • A Chapecoense só marcou em 1 dos últimos 6 jogos fora de casa pelo Brasileirão.
  • A Chapecoense sofreu pelo menos 1 gol nos últimos 11 jogos no Brasileirão.
  • O Fluminense está invicto nos últimos 3 jogos diante da Chapecoense.
  • No histórico, a vantagem é alviverde: nos 11 jogos pelo Brasileirão, foram 6 vitórias da Chape, com mais 3 empates e apenas 2 vitórias do Fluminense.
  • O Fluminense venceu 3 dos seus últimos 5 jogos como mandante no Maracanã.
  • Em 7 dos últimos 8 jogos da Chapecoense houve menos que 3 gols (menos que 2.5).
  • Os últimos 3 jogos do Fluminense tiveram 2 gols ou mais (mais que 1.5).
  • Média de gols do confronto (histórico/pontos corridos): 3,09/partida. 

Cruzeiro x Fortaleza

  • Em 8 dos últimos 10 jogos em casa do Cruzeiro houve menos que 3 gols (menos que 2.5).
  • O Cruzeiro não sofreu gols nos últimos 3 confrontos contra o Fortaleza em casa.
  • O Fortaleza perdeu suas últimas 3 partidas fora de casa.
  • O Cruzeiro está invicto há 5 jogos no Brasileirão.
  • O Fortaleza nunca venceu o Cruzeiro fora de casa.
  • Única não-vitória cruzeirense no confronto no Mineirão: Cruzeiro 0–0 Fortaleza, pelo Brasileirão de 2006, no dia 14 de outubro daquele ano.
  • O Fortaleza não vence há 5 jogos fora de casa.
  • O Cruzeiro não perde há 3 jogos em casa.
  • Desde a chegada de Abel Braga, 5 dos 6 jogos do Cruzeiro tiveram menos que 3 gols (menos que 2.5).
  • Rogério Ceni como treinador nunca venceu no Mineirão pelo Brasileirão como visitante. Teve apenas um confronto: Cruzeiro 1–0 São Paulo, pela edição de 2017, embora tivesse vencido pela Copa do Brasil, por 2–1 em jogo pela quarta fase da competição no mesmo ano. 
  • Média de gols do confronto (histórico): 1,75/partida. Média de gols do confronto (pontos corridos): 2,42 gols/partida.

Grêmio x Botafogo

  • Em 8 dos últimos 10 jogos do Grêmio houve 3 gols ou mais (mais que 2.5).
  • O Botafogo perdeu 6 dos seus 7 últimos jogos fora de casa no Brasileirão.
  • O Grêmio não sofreu gols em 5 das suas últimas 7 partidas contra o Botafogo em todas as competições.
  • O Botafogo esteve perdendo no intervalo e no final da partida em 5 dos últimos 7 jogos alvinegros no Brasileirão.
  • O Botafogo perdeu seus 4 últimos jogos fora de casa no Brasileirão.
  • Grêmio pós-eliminação na temporada 2019: após a derrota na Copa do Brasil, venceu o Cruzeiro por 4–1 em 8 de setembro.
  • Em 3 dos últimos 4 jogos do Botafogo houve 3 gols ou mais (mais que 2.5).
  • O Grêmio venceu 4 dos seus últimos 6 jogos na Arena pelo Brasileirão.
  • Nas 2 últimas vitórias gremistas sobre o Botafogo na Arena, o Grêmio marcou pelo menos 2 gols.
  • Em 21 dos 27 jogos entre Grêmio e Botafogo na era dos pontos corridos, houve 2 gols ou mais (mais que 2.5).
  • Média de gols do confronto (histórico): 2,41/partida. Média de gols do confronto (pontos corridos): 2,66 gols/partida.

São Paulo x Atlético-MG

  • O São Paulo esteve ganhando no intervalo e no final da partida em seus últimos 3 jogos.
  • Em 5 dos últimos 6 jogos entre São Paulo e Atlético-MG com mando são-paulino, houve 3 gols ou mais (mais que 2.5).
  • O Atlético-MG não vence há 8 jogos fora de casa no Brasileirão.
  • O São Paulo venceu por 1 gol de diferença em suas últimas 3 vitórias em casa.
  • O Atlético-MG marcou no mínimo 2 gols nos últimos 4 jogos que fez contra o São Paulo no Morumbi.
  • O Atlético-MG não perde há 5 jogos do São Paulo.
  • Última vitória do São Paulo no Morumbi contra o Atlético-MG: 4–2 pelo Brasileiro de 2015 (no confronto geral, 1–0 pela Libertadores de 2016).
  • O Atlético-MG sofreu pelo menos 1 gol nos últimos 7 jogos fora de casa.
  • As três vitórias como visitante do Atlético-MG no campeonato foram por 2–1.
  • Em 18 dos 31 jogos entre São Paulo e Atlético-MG na era dos pontos corridos, houve 2 gols ou mais (mais que 1.5)
  • Média de gols do confronto (histórico): 2,47/partida. Média de gols do confronto (pontos corridos): 2,48 gols/partida.

Athletico x Goiás

  • O Athletico saiu sem sofrer gols em 6 das últimas 7 partidas em casa contra o Goiás.
  • O Athletico venceu 6 dos últimos 7 jogos contra o Goiás como mandante.
  • Em 8 dos últimos 9 jogos do Athletico em casa houve menos que 3 gols (menos que 2.5).
  • O Athletico esteve vencendo no intervalo e no final da partida em 5 dos últimos 7 jogos diante do Goiás.
  • O Athletico não vence há 3 jogos na Arena da Baixada.
  • O Athletico sofreu pelo menos 1 gol nos últimos 5 jogos na Arena da Baixada.
  • O Athletico sofreu pelo menos 1 gol nos últimos 10 jogos no Brasileirão.
  • O Goiás não perdeu em 3 dos últimos 4 jogos fora de casa no campeonato.
  • Na história do Brasileirão, a vantagem é rubro-negra: nos 39 jogos, foram 16 vitórias do Athletico, 14 vitórias do Goiás e 9 empates.
  • Porém, na era dos pontos corridos, a vantagem é ligeiramente esmeraldina: 23 jogos, com 11 vitórias do Goiás, 10 do Athletico e 2 empates.
  • Média de gols do confronto (histórico): 2,84/partida. Média de gols do confronto (pontos corridos): 3,21 gols/partida.

Avaí x Palmeiras

  • Em 18 dos últimos 21 jogos fora de casa do Palmeiras houve menos que 3 gols (menos que 2.5).
  • O Palmeiras só perdeu 3 das suas últimas 38 partidas pelo Brasileirão.
  • O Palmeiras venceu 10 dos últimos 12 jogos contra o Avaí em todas as competições.
  • O Palmeiras marcou no mínimo 2 gols em 12 dos últimos 15 jogos contra o Avaí em todas as competições.
  • O Avaí não marca gols há 4 jogos pelo Brasileirão.
  • O Avaí perdeu 6 dos seus últimos 7 jogos pelo Brasileirão.
  • O Palmeiras não sofreu gols em 5 dos últimos 7 jogos contra o Avaí por todas as competições.
  • Nos últimos 4 jogos do Avaí em casa houve menos que 3 gols (menos que 2.5).
  • O Avaí venceu no último confronto entre os dois na Ressacada: 2–1 para o Leão sobre o Palmeiras pelo Brasileirão de 2017, no dia 20 de novembro daquele ano.
  • O Avaí não vence há 8 jogos no Brasileirão.
  • Média de gols do confronto (histórico): 3,33/partida. Média de gols do confronto (pontos corridos): 3,54 gols/partida.

Flamengo x CSA

  • Flamengo venceu 13 das suas últimas 14 partidas pelo Brasileirão.
  • O Flamengo esteve vencendo no intervalo e no fim da partida em 10 dos últimos 13 jogos do Brasileirão.
  • O CSA esteve perdendo no intervalo e no fim da partida em 10 dos últimos 13 jogos do Brasileirão.
  • O CSA perdeu seus últimos 4 jogos fora de casa pelo Brasileirão.
  • O Flamengo marcou no mínimo 2 gols em 11 dos últimos 13 jogos pelo Brasileirão.
  • Flamengo e CSA só se enfrentaram uma vez no Maracanã pelo Brasileirão: em 1975, com vitória rubro-negra por 3–1, no dia 11 de setembro daquele ano.
  • Em 3 dos últimos 4 jogos do Flamengo no Maracanã, o time rubro-negro marcou no mínimo 2 gols.
  • O CSA não vence há 3 jogos pelo Brasileirão.
  • A única vitória fora de casa do CSA no campeonato foi no Maracanã: 1–0 sobre o Fluminense.
  • O Flamengo é um dos dois invictos em casa no Brasileirão: somente o Mengão e o Palmeiras não perderam como mandantes no campeonato.
  • Média de gols do confronto (histórico): 3/partida. Média de gols do confronto (pontos corridos): 2 gols/partida.

DICAS DE BETTING EUROPEIAS

TOP 5 RESULTADOS FINAIS — 1. Tondela-Benfica: O Benfica busca a liderança do Campeonato Português contra uma equipe que não venceu em casa na temporada, e estando os Encarnados com uma série de vitórias fora de casa que duram 12 jogos, o favoritismo benfiquista é evidente. 

2. PSG-Marseille: Parece loucura já apostar tão de cara no PSG em um clássico como o contra o Marseille, talvez o maior clássico do futebol francês. Porém, desde o início da era catari do PSG, em 2011, somente uma vez o OM venceu o clássico, por 3–0 no Vélodrome, justo no primeiro turno da temporada 2011–12. De lá pra cá, o PSG nunca mais perdeu um clássico, com 19 jogos de invencibilidade, e tendo vencido 16 dos 19 últimos clássicos. Além disso, o PSG é o líder do atual campeonato contra um Marseille que ainda não se encontrou na temporada.

3. Shakhtar Donetsk-FC Olexandryia: O Shakhtar venceu suas 11 partidas pelo campeonato ucraniano, sendo líder absoluto com 33 pontos, 10 a frente do vice-líder Dínamo de Kiev, contra um Olexandryia que tem campanha razoável fora de casa: 7 pontos em 5 jogos. 

4. Dinamo Zagreb-Osijek: No campeonato croata, o Dinamo Zagreb ocupa a liderança, com 25 pontos, e recebe um Osijek, que apesar de estar 3 jogos invicto e na quarta posição, com 20 pontos e um jogo a mais, não tem uma campanha regular fora de casa, enquanto o Dinamo venceu os 4 jogos que teve em casa.

5. Lecce-Juventus: Promete ser mais uma grande vitória de uma Juventus que não perdeu ainda na Serie A, vem de uma série de 5 vitórias consecutivas no campeonato, e joga contra um adversário como o Lecce, que apesar de se posicionar fora da zona de rebaixamento, sequer pontuou em casa na temporada até aqui. 

TOP 5 DUPLA POSSIBILIDADE — 1. Besiktas-Galatasaray: O Galatasaray pinta como favorito para o clássico turco da rodada por uma série invicta de 7 jogos no Campeonato Turco, onde está em ascensão na busca pelos líderes da liga. Mas o Besiktas não perde para o rival como mandante desde 2015, onde, aliás, na nova Vodafone Arena, venceu 2 dos 3 clássicos realizados lá. Um favoritismo do Gala, mas com um pé atrás. 

2. Granada-Betis: Numa rodada sem os líderes Barcelona e Real Madrid, com seu clássico adiado, é grande a chance do Granada terminar como líder no fim de semana. Basta vencer o Betis, décimo sétimo colocado da Liga, e que só marcou 1 ponto nos 4 jogos fora de casa. Além disso, venceu seus 3 últimos jogos em casa.

3. Freiburg-Leipzig: O Leipzig é o melhor visitante da Bundesliga, com 10 pontos em 4 jogos fora de casa. Enfrentará um Freiburg, que apesar de não ter vencido, não foi presa fácil nos jogos em casa, tendo empatado seus 2 últimos, incluindo o último em casa diante do Dortmund, por 2–2. Em vista que os touros vermelhos não venceram seus 2 últimos jogos pela Bundesliga, pode ser a recuperação, mas não será fácil.

4. Ajax-Feyenoord: O maior clássico do futebol holandês tem boa vantagem para o Ajax, que não perde para o rival em casa desde 2005 pela Eredivisie, venceu todos os jogos na Amsterdam Arena na temporada e busca manter a liderança do campeonato, embora dividida com o PSV. Por outro lado, o último clássico pelo campeonato holandês teve uma vitória acachapante de 6–2 pelo Feyenoord. Será que o Ajax vem para o troco?

5. Lokomotiv Moscou-Spartak Moscou: Outra dupla possibilidade em um clássico, agora na Rússia, com dois dérbis moscovitas no fim de semana (o outro é entre CSKA Moscou-Dinamo Moscou, com características semelhantes). Após uma partida competitiva, em que venderam caro a derrota para a Juventus, o Lokomotiv, líder do Campeonato Russo, enfrenta um Spartak que não vence há 6 jogos. Por outro lado, os 3 últimos confrontos com mando do Lokomotiv no clássico foram empatados, e desde a última vitória do Lokomotiv em casa, o Spartak tem tido vantagem nos clássicos e no histórico (26 vitórias do Spartak contra 18 do Lokomotiv no histórico).

TOP 5 OVER — 1. Fiorentina-Lazio: Apesar de estar estabilizando sua defesa, a Fiorentina tem a marca de conceder muitos gols em jogos grandes. Tanto a Viola quanto a Lazio, tiveram 5 de seus 8 jogos na Serie A com 3 gols ou mais (mais que 2.5). E com dois bons ataques, como o da Lazio, com 16 gols, e o da Fiorentina, com 12, a promessa é de um bom número de gols.

2. Porto-Famalicão: Dois dos melhores ataques do Campeonato Português, ambos com 15 gols. Quer mais? Um duelo que vale a liderança do campeonato, tendo em vista que o líder Famalicão tem apenas um ponto a mais que o Porto, terceiro colocado. Promessa de um bom número de gols.

3. Leverkusen-Werder Bremen: Em 5 dos 8 jogos do Leverkusen no campeonato houve 3 gols ou mais (mais que 2.5). Com o Werder Bremen, essa marca aumenta para 7 de 8 jogos. Com os números das duas equipes, a aposta por um over aumenta: O Leverkusen fez 12 gols e sofreu 11, e o Werder, por sua vez, fez 13 e sofreu 17.

4. Genk-Cercle Brugge: O Genk está no meio de tabela, na sexta posição, longe do líder Club Brugge, mas busca chegar ao topo e garantir sua vaga para a fase final enfrentando o lanterna Cercle Brugge, saco de pancadas do campeonato, e que sofreu 30 gols em 11 jogos. O Genk marcou 18 gols em 11 jogos, com bom ataque, mas que sofre muitos gols como toma, tendo sofrido 15.

5. PSV-AZ: O PSV está numa boa fase ofensiva nos jogos em casa pela Eredivisie. Marcou no mínimo 3 gols em 6 dos últimos 7 jogos no Philips Stadion, e em 8 dos últimos 9 jogos, suas partidas tiveram 3 gols ou mais (mais que 2.5). Contra um AZ em ascensão, que não tem deixado de marcar gols nos jogos fora de casa, e que tem a melhor campanha tirando os postulantes ao título Ajax e PSV, o jogo promete ter muitos gols.

TOP 5 UNDER — 1. Atlético Madrid-Athletic Bilbao: Ambos são figurinha carimbada na hora das colunas de under. O Atleti ainda sofre com seus problemas ofensivos, tendo marcado só 8 gols no campeonato, e a defesa vai muito bem, obrigado. Já o Athletic é exímio protagonista do mercado de under 2.5 (menos que 3 gols): foi o que ocorreu nos últimos 10 jogos de Los Leones.

2. Sevilla-Getafe: Com um Sevilla que numa combinação de resultados pode assumir a liderança e um Getafe em ascensão, parece arriscada a aposta no under, mas 3 dos 4 jogos do Sevilla em casa tiveram menos que 3 gols (menos que 2.5). E 2 dos 4 do Getafe fora de casa, menos que 2.5 também. Em um jogo de alta competição, devem prevalecer as defesas.

3. Montpellier-Angers: Em 12 dos últimos 14 jogos do Montpellier pela Ligue 1, houve menos de 3 gols (menos que 2.5). Uma tendência que ocorreu em 4 dos últimos 6 jogos, em vista o econômico ataque do Montpellier, com 9 gols, e uma defesa que está entre as melhores da Ligue 1, com 8 sofridos. O Angers nos últimos 3 jogos tem tido um número equilibrado: 3 dos 6 jogos tiveram mais ou menos que 2.5 gols cada. Pode ser uma aposta.

4. Newcastle-Wolverhampton: 4 dos 6 últimos jogos tanto do Newcastle, quanto do Wolverhampton, tiveram menos que 3 gols (menos que 2.5). Além disso, as dificuldades dos dois times, com o Newcastle em 18º e o Wolverhampton em 13º, podendo entrar na zona de rebaixamento com uma combinação de resultados, podem fazer o jogo ser defensivo.

5. Vitória de Setúbal-Marítimo: Uma marca que parece justificável apenas pelos números do Vitória de Setúbal: marcou apenas 1 gol no Campeonato Português. A defesa, por outro lado, tem se saído bem, com apenas 5 gols sofridos. Some-se isso e temos um dado: Em 14 dos últimos 16 jogos dos setubalenses em casa houve menos de 3 gols (menos que 2.5). O Marítimo tem números razoáveis, 10 gols marcados e 13 sofridos. 

TOP 5 AMBOS MARCAM — 1. Schalke-Borussia Dortmund: Ambos marcam já é uma estatística comum nos jogos do Dortmund nesta temporada, a equipe uma das maiores ocorrências na atual Bundesliga, com 6 em 8 jogos. Azuis reais e aurinegros marcarem é uma tendência no Revierderby: em 13 dos 18 clássicos da década entre o Schalke e o Dortmund pela Bundesliga, ambas as equipes marcaram gols.

2. Liverpool-Tottenham: Uma aposta que pelos ataques das duas equipes, por si só, já é justificada: o do Liverpool, é um dos melhores do campeonato, com 21 gols, e o do Tottenham, um pouco distante, com 15, com eficiências já comprovadas no passado, embora a dos Spurs meio perdida na atual temporada até a última terça em que fez 5–0 no Estrela Vermelha na Champions. Nos últimos 10 confrontos entre os dois na Premier League, em 7 ambos marcaram.

3. Roma-Milan: Nos 2 últimos jogos entre Roma e Milan, ambas as equipes marcaram gols. Marca recorrente nos jogos da Roma na temporada, em 5 dos 8 jogos romanistas, a equipe marcou e sofreu gols. Já no caso dos milanistas, a marca foi vista 4 de 8 vezes. Em vista que na última rodada, já com Pioli, o Milan empatou por 2–2 com o Lecce, se pode esperar um time rossoneri que esteja mais presente no ataque e nem tanto na defesa.

4. Borussia Monchengladbach-Eintracht Frankfurt: Em 3 dos 4 jogos do Gladbach, líder do campeonato, em casa, ambas as equipes marcaram gols, e em todos os jogos do Frankfurt como visitante na Bundesliga, o time sofreu e marcou gols. A chance de ambos marcarem é alta, em vista o ataque das duas equipes: 15 gols dos Potros e 14 das Águias.

5. Norwich-Manchester United: Ambas as equipes tiveram ocorrência de “ambos marcam” em 5 de seus 9 jogos pela temporada da Premier League. Parece uma boa aposta no confronto entre a pior defesa do campeonato, a do Norwich, e, incrivelmente, uma das melhores defesas da competição, mas que vive um mau momento na Premier League, e sem confiança, como o Man United.

TOP 5 ANYTIME — 1. Aguero vs Aston Villa: Aguero marcou 4 dos seus 8 gols pelo City na Premier League atual no Etihad Stadium, local onde enfrentará o Aston Villa, equipe na qual o argentino 6 gols nos últimos 4 jogos em casa pela Premier League. Contra um Villa que só venceu 1 das suas 4 partidas fora de casa, e um City em busca de tirar a distância do topo, pode ser um prato cheio para o argentino.

2. Muriel vs Udinese: Apesar dos 5–1 sofridos contra o City, agora com a recente volta atalantina ao Atleti Azzurri d’Italia (agora Gewiss Stadium), Muriel está em boa fase na Serie A, marcou 5 dos 21 gols nerazzurri no campeonato, e enfrenta um ex-clube, a Udinese. Chance alta de lei do ex.

3. Lewandowski vs Union Berlin: Impossível não cogitar o artilheiro da Bundesliga com 12 gols, sendo 6 deles na Allianz Arena, palco do confronto diante do 15º colocado da Bundesliga. E ainda mais levando em conta que o polonês marcou em todos os jogos do Bayern na temporada. 

4. Lautaro Martínez vs Parma: Lautaro está em um grande momento pela Inter. Marcou gols nos 4 últimos jogos dos nerazzurri de Milão por Serie A e Champions League, e contra o Parma em San Siro, promete manter a escrita a seu favor.

5. Victor Osimhen vs Bordeaux: O nigeriano do Lille está em grande fase, vice-artilheiro da Ligue 1, com 7 gols, tendo marcado todos eles no Estádio Pierre-Mauroy, casa dos Dogues, onde enfrentarão o Bordeaux, que sofreram 6 gols em 5 jogos fora de casa no campeonato, neste sábado. Promessa de gol da jovem estrela de 20 anos.

Compartilhe

Comente!

Tem algo a dizer?

Caio Bitencourt

Últimas Postagens

Power in Motion: o projeto de restabelecimento do Dínamo de Moscou
Caio Nascimento

Power in Motion: o projeto de restabelecimento do Dínamo de Moscou

0 Comentários
Em sua primeira final europeia da história, o Villarreal desbanca o Arsenal nas semis da Europa League
Bruna Mendes

Em sua primeira final europeia da história, o Villarreal desbanca o Arsenal nas semis da Europa League

0 Comentários
A coerência no Chelsea de Thomas Tuchel e no City de Pep Guardiola
Lucas Filus

A coerência no Chelsea de Thomas Tuchel e no City de Pep Guardiola

0 Comentários
O que fez Darío Sarmiento chamar a atenção do Manchester City?
Dimitri Barcellos

O que fez Darío Sarmiento chamar a atenção do Manchester City?

0 Comentários
Paul Pogba pode ser o primeiro ‘reforço’ do United para a próxima temporada
Lucas Filus

Paul Pogba pode ser o primeiro 'reforço’ do United para a próxima temporada

0 Comentários
A vez da geração 2004: conheça Matheus Nascimento, Cowell, Sesko e Demir
Caio Nascimento

A vez da geração 2004: conheça Matheus Nascimento, Cowell, Sesko e Demir

0 Comentários
Por que João Pedro é a tábua de salvação para o Cagliari
Caio Bitencourt

Por que João Pedro é a tábua de salvação para o Cagliari

0 Comentários
Biotipo, velocidade de raciocínio e tomada de decisão: o que é a intensidade no futebol
Caio Alves

Biotipo, velocidade de raciocínio e tomada de decisão: o que é a intensidade no futebol

0 Comentários
Knappenschmiede: a histórica forja do Schalke 04 em meio a turbulência existencial do clube
Caio Nascimento

Knappenschmiede: a histórica forja do Schalke 04 em meio a turbulência existencial do clube

0 Comentários
Campeão da Copa do Rei, Barcelona domina o Athletic e busca o doblete
Bruna Mendes

Campeão da Copa do Rei, Barcelona domina o Athletic e busca o doblete

0 Comentários
O que a contratação de Alexandre Gallo pode aportar ao Santa Cruz?
Jonatan Cavalcante

O que a contratação de Alexandre Gallo pode aportar ao Santa Cruz?

0 Comentários
4 histórias para se observar na fase de grupos da Libertadores 2021
Dimitri Barcellos

4 histórias para se observar na fase de grupos da Libertadores 2021

0 Comentários
Raúl Bobadilla e Abel Hernández: conheça os novos centroavantes do Fluminense
Gabriel Corrêa

Raúl Bobadilla e Abel Hernández: conheça os novos centroavantes do Fluminense

0 Comentários
Kayky, Galarza, Nestor, Kaiky, Rodrigo Varanda e o semestre animador dos garotos da base brasileira
Caio Nascimento

Kayky, Galarza, Nestor, Kaiky, Rodrigo Varanda e o semestre animador dos garotos da base brasileira

0 Comentários
As transições da Inter que as deixam na cara do gol (e do Scudetto)
Caio Bitencourt

As transições da Inter que as deixam na cara do gol (e do Scudetto)

0 Comentários