Dicas de Betting - Brasileirão e Europa

Caio Bitencourt traz os números, dicas e curiosidades para você fazer a sua aposta nesta 28ª rodada do Campeonato Brasileiro e, também, o bônus com jogos do futebol europeu.

Dia de Campeonato Brasileiro e Ligas pela Europa! Na 27ª rodada do Brasileirão e mais uma rodada da Europa, a equipe do Footure está trazendo mais dicas, números e estatísticas para você que está em busca daquele green e fugir de um redLembrando que, em breve, as rodadas completas estarão disponíveis apenas para os integrantes do Footure Club, vem fazer parte do time. Não deixe de acessar 1xBet e fazer sua aposta.

Um último aviso: por óbvio, não há 100% de garantia de acerto, mas são algumas das tendências para os duelos. Jogue com moderação.

FONTES: Ogol, Soccerstats, WhoScored, Futpédia


Ceará x Vasco

  • O Ceará não sofreu gols nas suas últimas 3 partidas diante do Vasco.
  • Nos últimos 4 jogos do Ceará em casa houve menos que 3 gols (menos que 2.5).
  • 6 dos últimos 7 jogos entre Ceará e Vasco tiveram menos que 3 gols (menos que 2.5).
  • O Vasco venceu seus últimos 3 jogos no Brasileirão.
  • O Ceará só venceu 1 das últimas 11 partidas contra o Vasco em todas as competições.
  • O Vasco venceu seus 3 últimos jogos por 1 gol de diferença.
  • Desde a chegada de Adilson Batista, o Ceará venceu 2 dos últimos 5 jogos pelo Brasileirão.
  • 3 dos últimos 5 jogos do Ceará tiveram 2 gols ou mais (mais que 1.5).
  • O Ceará nunca venceu o Vasco pelo Brasileirão da Série A.
  • O Vasco venceu 6 dos últimos 8 jogos contra o Ceará válidos pelo Brasileirão.
  • Média de gols do confronto (histórico): 2,14/partida. Média de gols do confronto (pontos corridos): 2,14 gols/partida.

Corinthians x Santos

  • Nos últimos 7 jogos do Santos fora de casa houve menos que 3 gols (menos que 2.5).
  • Em 10 dos últimos 11 clássicos entre Corinthians e Santos houve menos que 3 gols (menos que 2.5).
  • O Corinthians está invicto nos 8 últimos clássicos contra o Santos na Arena (contando o amistoso do começo do ano).
  • Única vitória do Santos na Arena Corinthians: 2–1 pela Copa do Brasil 2015, no dia 26 de agosto daquele ano.
  • Santos nunca venceu na Arena Corinthians pelo Brasileirão.
  • Última vitória do Santos como visitante no Brasileirão: 3–1 em 18 de setembro de 2011, no Pacaembu. 
  • O Corinthians não vence há 5 jogos no Brasileirão.
  • O Santos está invicto nos últimos 4 clássicos contra o Corinthians no Brasileirão.
  • 24 de 31 jogos entre Corinthians e Santos na era dos pontos corridos tiveram 2 gols ou mais (mais que 1.5).
  • Todos os 5 jogos na Arena Corinthians entre Corinthians e Santos pelo Brasileirão tiveram menos que 3 gols (menos que 2.5).
  • Média de gols do confronto (histórico): 2,88/partida. Média de gols do confronto (pontos corridos): 2,74 gols/partida.

Bahia x Internacional

  • Nos 6 últimos jogos entre Bahia e Internacional com mando tricolor, houve menos que 3 gols (menos que 2.5).
  • Nos 6 últimos jogos do Internacional houve menos que 3 gols (menos que 2.5).
  • O Internacional venceu os últimos 4 jogos diante do Bahia em todas as competições.
  • Nas últimas 4 vitórias do Internacional sobre o Bahia, o Colorado venceu no intervalo e no final da partida.
  • Desde o título brasileiro do Bahia, em 1988, contra o Inter na final, o tricolor baiano só venceu 3 vezes o colorado pelo Brasileirão: em 1990 (2–1), e em 2013, duas vezes (2–1 no turno e 2–0 no returno).
  • O Internacional venceu 5 dos últimos 6 jogos contra o Bahia na Fonte Nova pelo Brasileirão.
  • O Bahia não vence há 3 jogos como mandante pelo Brasileirão.
  • O Internacional venceu apenas 3 de 13 jogos fora de casa pelo Brasileirão.
  • Em 5 dos últimos 7 jogos do Bahia, houve menos que 3 gols (menos que 2.5).
  • 10 dos 13 jogos entre Bahia e Internacional na era dos pontos corridos tiveram 2 gols ou mais (mais que 1.5).
  • Média de gols do confronto (histórico): 2,33/partida. Média de gols do confronto (pontos corridos): 2,30 gols/partida.

Fluminense x Chapecoense

  • Nos 6 últimos jogos da Chapecoense houve menos que 3 gols (menos que 2.5).
  • Nos últimos 5 jogos entre Fluminense e Chapecoense com mando tricolor, houveram 3 gols ou mais (mais que 2.5).
  • A Chapecoense não vence há 12 jogos pelo Brasileirão.
  • A Chapecoense só marcou em 1 dos últimos 6 jogos fora de casa pelo Brasileirão.
  • A Chapecoense sofreu pelo menos 1 gol nos últimos 11 jogos no Brasileirão.
  • O Fluminense está invicto nos últimos 3 jogos diante da Chapecoense.
  • No histórico, a vantagem é alviverde: nos 11 jogos pelo Brasileirão, foram 6 vitórias da Chape, com mais 3 empates e apenas 2 vitórias do Fluminense.
  • O Fluminense venceu 3 dos seus últimos 5 jogos como mandante no Maracanã.
  • Em 7 dos últimos 8 jogos da Chapecoense houve menos que 3 gols (menos que 2.5).
  • Os últimos 3 jogos do Fluminense tiveram 2 gols ou mais (mais que 1.5).
  • Média de gols do confronto (histórico/pontos corridos): 3,09/partida. 

Cruzeiro x Fortaleza

  • Em 8 dos últimos 10 jogos em casa do Cruzeiro houve menos que 3 gols (menos que 2.5).
  • O Cruzeiro não sofreu gols nos últimos 3 confrontos contra o Fortaleza em casa.
  • O Fortaleza perdeu suas últimas 3 partidas fora de casa.
  • O Cruzeiro está invicto há 5 jogos no Brasileirão.
  • O Fortaleza nunca venceu o Cruzeiro fora de casa.
  • Única não-vitória cruzeirense no confronto no Mineirão: Cruzeiro 0–0 Fortaleza, pelo Brasileirão de 2006, no dia 14 de outubro daquele ano.
  • O Fortaleza não vence há 5 jogos fora de casa.
  • O Cruzeiro não perde há 3 jogos em casa.
  • Desde a chegada de Abel Braga, 5 dos 6 jogos do Cruzeiro tiveram menos que 3 gols (menos que 2.5).
  • Rogério Ceni como treinador nunca venceu no Mineirão pelo Brasileirão como visitante. Teve apenas um confronto: Cruzeiro 1–0 São Paulo, pela edição de 2017, embora tivesse vencido pela Copa do Brasil, por 2–1 em jogo pela quarta fase da competição no mesmo ano. 
  • Média de gols do confronto (histórico): 1,75/partida. Média de gols do confronto (pontos corridos): 2,42 gols/partida.

Grêmio x Botafogo

  • Em 8 dos últimos 10 jogos do Grêmio houve 3 gols ou mais (mais que 2.5).
  • O Botafogo perdeu 6 dos seus 7 últimos jogos fora de casa no Brasileirão.
  • O Grêmio não sofreu gols em 5 das suas últimas 7 partidas contra o Botafogo em todas as competições.
  • O Botafogo esteve perdendo no intervalo e no final da partida em 5 dos últimos 7 jogos alvinegros no Brasileirão.
  • O Botafogo perdeu seus 4 últimos jogos fora de casa no Brasileirão.
  • Grêmio pós-eliminação na temporada 2019: após a derrota na Copa do Brasil, venceu o Cruzeiro por 4–1 em 8 de setembro.
  • Em 3 dos últimos 4 jogos do Botafogo houve 3 gols ou mais (mais que 2.5).
  • O Grêmio venceu 4 dos seus últimos 6 jogos na Arena pelo Brasileirão.
  • Nas 2 últimas vitórias gremistas sobre o Botafogo na Arena, o Grêmio marcou pelo menos 2 gols.
  • Em 21 dos 27 jogos entre Grêmio e Botafogo na era dos pontos corridos, houve 2 gols ou mais (mais que 2.5).
  • Média de gols do confronto (histórico): 2,41/partida. Média de gols do confronto (pontos corridos): 2,66 gols/partida.

São Paulo x Atlético-MG

  • O São Paulo esteve ganhando no intervalo e no final da partida em seus últimos 3 jogos.
  • Em 5 dos últimos 6 jogos entre São Paulo e Atlético-MG com mando são-paulino, houve 3 gols ou mais (mais que 2.5).
  • O Atlético-MG não vence há 8 jogos fora de casa no Brasileirão.
  • O São Paulo venceu por 1 gol de diferença em suas últimas 3 vitórias em casa.
  • O Atlético-MG marcou no mínimo 2 gols nos últimos 4 jogos que fez contra o São Paulo no Morumbi.
  • O Atlético-MG não perde há 5 jogos do São Paulo.
  • Última vitória do São Paulo no Morumbi contra o Atlético-MG: 4–2 pelo Brasileiro de 2015 (no confronto geral, 1–0 pela Libertadores de 2016).
  • O Atlético-MG sofreu pelo menos 1 gol nos últimos 7 jogos fora de casa.
  • As três vitórias como visitante do Atlético-MG no campeonato foram por 2–1.
  • Em 18 dos 31 jogos entre São Paulo e Atlético-MG na era dos pontos corridos, houve 2 gols ou mais (mais que 1.5)
  • Média de gols do confronto (histórico): 2,47/partida. Média de gols do confronto (pontos corridos): 2,48 gols/partida.

Athletico x Goiás

  • O Athletico saiu sem sofrer gols em 6 das últimas 7 partidas em casa contra o Goiás.
  • O Athletico venceu 6 dos últimos 7 jogos contra o Goiás como mandante.
  • Em 8 dos últimos 9 jogos do Athletico em casa houve menos que 3 gols (menos que 2.5).
  • O Athletico esteve vencendo no intervalo e no final da partida em 5 dos últimos 7 jogos diante do Goiás.
  • O Athletico não vence há 3 jogos na Arena da Baixada.
  • O Athletico sofreu pelo menos 1 gol nos últimos 5 jogos na Arena da Baixada.
  • O Athletico sofreu pelo menos 1 gol nos últimos 10 jogos no Brasileirão.
  • O Goiás não perdeu em 3 dos últimos 4 jogos fora de casa no campeonato.
  • Na história do Brasileirão, a vantagem é rubro-negra: nos 39 jogos, foram 16 vitórias do Athletico, 14 vitórias do Goiás e 9 empates.
  • Porém, na era dos pontos corridos, a vantagem é ligeiramente esmeraldina: 23 jogos, com 11 vitórias do Goiás, 10 do Athletico e 2 empates.
  • Média de gols do confronto (histórico): 2,84/partida. Média de gols do confronto (pontos corridos): 3,21 gols/partida.

Avaí x Palmeiras

  • Em 18 dos últimos 21 jogos fora de casa do Palmeiras houve menos que 3 gols (menos que 2.5).
  • O Palmeiras só perdeu 3 das suas últimas 38 partidas pelo Brasileirão.
  • O Palmeiras venceu 10 dos últimos 12 jogos contra o Avaí em todas as competições.
  • O Palmeiras marcou no mínimo 2 gols em 12 dos últimos 15 jogos contra o Avaí em todas as competições.
  • O Avaí não marca gols há 4 jogos pelo Brasileirão.
  • O Avaí perdeu 6 dos seus últimos 7 jogos pelo Brasileirão.
  • O Palmeiras não sofreu gols em 5 dos últimos 7 jogos contra o Avaí por todas as competições.
  • Nos últimos 4 jogos do Avaí em casa houve menos que 3 gols (menos que 2.5).
  • O Avaí venceu no último confronto entre os dois na Ressacada: 2–1 para o Leão sobre o Palmeiras pelo Brasileirão de 2017, no dia 20 de novembro daquele ano.
  • O Avaí não vence há 8 jogos no Brasileirão.
  • Média de gols do confronto (histórico): 3,33/partida. Média de gols do confronto (pontos corridos): 3,54 gols/partida.

Flamengo x CSA

  • Flamengo venceu 13 das suas últimas 14 partidas pelo Brasileirão.
  • O Flamengo esteve vencendo no intervalo e no fim da partida em 10 dos últimos 13 jogos do Brasileirão.
  • O CSA esteve perdendo no intervalo e no fim da partida em 10 dos últimos 13 jogos do Brasileirão.
  • O CSA perdeu seus últimos 4 jogos fora de casa pelo Brasileirão.
  • O Flamengo marcou no mínimo 2 gols em 11 dos últimos 13 jogos pelo Brasileirão.
  • Flamengo e CSA só se enfrentaram uma vez no Maracanã pelo Brasileirão: em 1975, com vitória rubro-negra por 3–1, no dia 11 de setembro daquele ano.
  • Em 3 dos últimos 4 jogos do Flamengo no Maracanã, o time rubro-negro marcou no mínimo 2 gols.
  • O CSA não vence há 3 jogos pelo Brasileirão.
  • A única vitória fora de casa do CSA no campeonato foi no Maracanã: 1–0 sobre o Fluminense.
  • O Flamengo é um dos dois invictos em casa no Brasileirão: somente o Mengão e o Palmeiras não perderam como mandantes no campeonato.
  • Média de gols do confronto (histórico): 3/partida. Média de gols do confronto (pontos corridos): 2 gols/partida.

DICAS DE BETTING EUROPEIAS

TOP 5 RESULTADOS FINAIS — 1. Tondela-Benfica: O Benfica busca a liderança do Campeonato Português contra uma equipe que não venceu em casa na temporada, e estando os Encarnados com uma série de vitórias fora de casa que duram 12 jogos, o favoritismo benfiquista é evidente. 

2. PSG-Marseille: Parece loucura já apostar tão de cara no PSG em um clássico como o contra o Marseille, talvez o maior clássico do futebol francês. Porém, desde o início da era catari do PSG, em 2011, somente uma vez o OM venceu o clássico, por 3–0 no Vélodrome, justo no primeiro turno da temporada 2011–12. De lá pra cá, o PSG nunca mais perdeu um clássico, com 19 jogos de invencibilidade, e tendo vencido 16 dos 19 últimos clássicos. Além disso, o PSG é o líder do atual campeonato contra um Marseille que ainda não se encontrou na temporada.

3. Shakhtar Donetsk-FC Olexandryia: O Shakhtar venceu suas 11 partidas pelo campeonato ucraniano, sendo líder absoluto com 33 pontos, 10 a frente do vice-líder Dínamo de Kiev, contra um Olexandryia que tem campanha razoável fora de casa: 7 pontos em 5 jogos. 

4. Dinamo Zagreb-Osijek: No campeonato croata, o Dinamo Zagreb ocupa a liderança, com 25 pontos, e recebe um Osijek, que apesar de estar 3 jogos invicto e na quarta posição, com 20 pontos e um jogo a mais, não tem uma campanha regular fora de casa, enquanto o Dinamo venceu os 4 jogos que teve em casa.

5. Lecce-Juventus: Promete ser mais uma grande vitória de uma Juventus que não perdeu ainda na Serie A, vem de uma série de 5 vitórias consecutivas no campeonato, e joga contra um adversário como o Lecce, que apesar de se posicionar fora da zona de rebaixamento, sequer pontuou em casa na temporada até aqui. 

TOP 5 DUPLA POSSIBILIDADE — 1. Besiktas-Galatasaray: O Galatasaray pinta como favorito para o clássico turco da rodada por uma série invicta de 7 jogos no Campeonato Turco, onde está em ascensão na busca pelos líderes da liga. Mas o Besiktas não perde para o rival como mandante desde 2015, onde, aliás, na nova Vodafone Arena, venceu 2 dos 3 clássicos realizados lá. Um favoritismo do Gala, mas com um pé atrás. 

2. Granada-Betis: Numa rodada sem os líderes Barcelona e Real Madrid, com seu clássico adiado, é grande a chance do Granada terminar como líder no fim de semana. Basta vencer o Betis, décimo sétimo colocado da Liga, e que só marcou 1 ponto nos 4 jogos fora de casa. Além disso, venceu seus 3 últimos jogos em casa.

3. Freiburg-Leipzig: O Leipzig é o melhor visitante da Bundesliga, com 10 pontos em 4 jogos fora de casa. Enfrentará um Freiburg, que apesar de não ter vencido, não foi presa fácil nos jogos em casa, tendo empatado seus 2 últimos, incluindo o último em casa diante do Dortmund, por 2–2. Em vista que os touros vermelhos não venceram seus 2 últimos jogos pela Bundesliga, pode ser a recuperação, mas não será fácil.

4. Ajax-Feyenoord: O maior clássico do futebol holandês tem boa vantagem para o Ajax, que não perde para o rival em casa desde 2005 pela Eredivisie, venceu todos os jogos na Amsterdam Arena na temporada e busca manter a liderança do campeonato, embora dividida com o PSV. Por outro lado, o último clássico pelo campeonato holandês teve uma vitória acachapante de 6–2 pelo Feyenoord. Será que o Ajax vem para o troco?

5. Lokomotiv Moscou-Spartak Moscou: Outra dupla possibilidade em um clássico, agora na Rússia, com dois dérbis moscovitas no fim de semana (o outro é entre CSKA Moscou-Dinamo Moscou, com características semelhantes). Após uma partida competitiva, em que venderam caro a derrota para a Juventus, o Lokomotiv, líder do Campeonato Russo, enfrenta um Spartak que não vence há 6 jogos. Por outro lado, os 3 últimos confrontos com mando do Lokomotiv no clássico foram empatados, e desde a última vitória do Lokomotiv em casa, o Spartak tem tido vantagem nos clássicos e no histórico (26 vitórias do Spartak contra 18 do Lokomotiv no histórico).

TOP 5 OVER — 1. Fiorentina-Lazio: Apesar de estar estabilizando sua defesa, a Fiorentina tem a marca de conceder muitos gols em jogos grandes. Tanto a Viola quanto a Lazio, tiveram 5 de seus 8 jogos na Serie A com 3 gols ou mais (mais que 2.5). E com dois bons ataques, como o da Lazio, com 16 gols, e o da Fiorentina, com 12, a promessa é de um bom número de gols.

2. Porto-Famalicão: Dois dos melhores ataques do Campeonato Português, ambos com 15 gols. Quer mais? Um duelo que vale a liderança do campeonato, tendo em vista que o líder Famalicão tem apenas um ponto a mais que o Porto, terceiro colocado. Promessa de um bom número de gols.

3. Leverkusen-Werder Bremen: Em 5 dos 8 jogos do Leverkusen no campeonato houve 3 gols ou mais (mais que 2.5). Com o Werder Bremen, essa marca aumenta para 7 de 8 jogos. Com os números das duas equipes, a aposta por um over aumenta: O Leverkusen fez 12 gols e sofreu 11, e o Werder, por sua vez, fez 13 e sofreu 17.

4. Genk-Cercle Brugge: O Genk está no meio de tabela, na sexta posição, longe do líder Club Brugge, mas busca chegar ao topo e garantir sua vaga para a fase final enfrentando o lanterna Cercle Brugge, saco de pancadas do campeonato, e que sofreu 30 gols em 11 jogos. O Genk marcou 18 gols em 11 jogos, com bom ataque, mas que sofre muitos gols como toma, tendo sofrido 15.

5. PSV-AZ: O PSV está numa boa fase ofensiva nos jogos em casa pela Eredivisie. Marcou no mínimo 3 gols em 6 dos últimos 7 jogos no Philips Stadion, e em 8 dos últimos 9 jogos, suas partidas tiveram 3 gols ou mais (mais que 2.5). Contra um AZ em ascensão, que não tem deixado de marcar gols nos jogos fora de casa, e que tem a melhor campanha tirando os postulantes ao título Ajax e PSV, o jogo promete ter muitos gols.

TOP 5 UNDER — 1. Atlético Madrid-Athletic Bilbao: Ambos são figurinha carimbada na hora das colunas de under. O Atleti ainda sofre com seus problemas ofensivos, tendo marcado só 8 gols no campeonato, e a defesa vai muito bem, obrigado. Já o Athletic é exímio protagonista do mercado de under 2.5 (menos que 3 gols): foi o que ocorreu nos últimos 10 jogos de Los Leones.

2. Sevilla-Getafe: Com um Sevilla que numa combinação de resultados pode assumir a liderança e um Getafe em ascensão, parece arriscada a aposta no under, mas 3 dos 4 jogos do Sevilla em casa tiveram menos que 3 gols (menos que 2.5). E 2 dos 4 do Getafe fora de casa, menos que 2.5 também. Em um jogo de alta competição, devem prevalecer as defesas.

3. Montpellier-Angers: Em 12 dos últimos 14 jogos do Montpellier pela Ligue 1, houve menos de 3 gols (menos que 2.5). Uma tendência que ocorreu em 4 dos últimos 6 jogos, em vista o econômico ataque do Montpellier, com 9 gols, e uma defesa que está entre as melhores da Ligue 1, com 8 sofridos. O Angers nos últimos 3 jogos tem tido um número equilibrado: 3 dos 6 jogos tiveram mais ou menos que 2.5 gols cada. Pode ser uma aposta.

4. Newcastle-Wolverhampton: 4 dos 6 últimos jogos tanto do Newcastle, quanto do Wolverhampton, tiveram menos que 3 gols (menos que 2.5). Além disso, as dificuldades dos dois times, com o Newcastle em 18º e o Wolverhampton em 13º, podendo entrar na zona de rebaixamento com uma combinação de resultados, podem fazer o jogo ser defensivo.

5. Vitória de Setúbal-Marítimo: Uma marca que parece justificável apenas pelos números do Vitória de Setúbal: marcou apenas 1 gol no Campeonato Português. A defesa, por outro lado, tem se saído bem, com apenas 5 gols sofridos. Some-se isso e temos um dado: Em 14 dos últimos 16 jogos dos setubalenses em casa houve menos de 3 gols (menos que 2.5). O Marítimo tem números razoáveis, 10 gols marcados e 13 sofridos. 

TOP 5 AMBOS MARCAM — 1. Schalke-Borussia Dortmund: Ambos marcam já é uma estatística comum nos jogos do Dortmund nesta temporada, a equipe uma das maiores ocorrências na atual Bundesliga, com 6 em 8 jogos. Azuis reais e aurinegros marcarem é uma tendência no Revierderby: em 13 dos 18 clássicos da década entre o Schalke e o Dortmund pela Bundesliga, ambas as equipes marcaram gols.

2. Liverpool-Tottenham: Uma aposta que pelos ataques das duas equipes, por si só, já é justificada: o do Liverpool, é um dos melhores do campeonato, com 21 gols, e o do Tottenham, um pouco distante, com 15, com eficiências já comprovadas no passado, embora a dos Spurs meio perdida na atual temporada até a última terça em que fez 5–0 no Estrela Vermelha na Champions. Nos últimos 10 confrontos entre os dois na Premier League, em 7 ambos marcaram.

3. Roma-Milan: Nos 2 últimos jogos entre Roma e Milan, ambas as equipes marcaram gols. Marca recorrente nos jogos da Roma na temporada, em 5 dos 8 jogos romanistas, a equipe marcou e sofreu gols. Já no caso dos milanistas, a marca foi vista 4 de 8 vezes. Em vista que na última rodada, já com Pioli, o Milan empatou por 2–2 com o Lecce, se pode esperar um time rossoneri que esteja mais presente no ataque e nem tanto na defesa.

4. Borussia Monchengladbach-Eintracht Frankfurt: Em 3 dos 4 jogos do Gladbach, líder do campeonato, em casa, ambas as equipes marcaram gols, e em todos os jogos do Frankfurt como visitante na Bundesliga, o time sofreu e marcou gols. A chance de ambos marcarem é alta, em vista o ataque das duas equipes: 15 gols dos Potros e 14 das Águias.

5. Norwich-Manchester United: Ambas as equipes tiveram ocorrência de “ambos marcam” em 5 de seus 9 jogos pela temporada da Premier League. Parece uma boa aposta no confronto entre a pior defesa do campeonato, a do Norwich, e, incrivelmente, uma das melhores defesas da competição, mas que vive um mau momento na Premier League, e sem confiança, como o Man United.

TOP 5 ANYTIME — 1. Aguero vs Aston Villa: Aguero marcou 4 dos seus 8 gols pelo City na Premier League atual no Etihad Stadium, local onde enfrentará o Aston Villa, equipe na qual o argentino 6 gols nos últimos 4 jogos em casa pela Premier League. Contra um Villa que só venceu 1 das suas 4 partidas fora de casa, e um City em busca de tirar a distância do topo, pode ser um prato cheio para o argentino.

2. Muriel vs Udinese: Apesar dos 5–1 sofridos contra o City, agora com a recente volta atalantina ao Atleti Azzurri d’Italia (agora Gewiss Stadium), Muriel está em boa fase na Serie A, marcou 5 dos 21 gols nerazzurri no campeonato, e enfrenta um ex-clube, a Udinese. Chance alta de lei do ex.

3. Lewandowski vs Union Berlin: Impossível não cogitar o artilheiro da Bundesliga com 12 gols, sendo 6 deles na Allianz Arena, palco do confronto diante do 15º colocado da Bundesliga. E ainda mais levando em conta que o polonês marcou em todos os jogos do Bayern na temporada. 

4. Lautaro Martínez vs Parma: Lautaro está em um grande momento pela Inter. Marcou gols nos 4 últimos jogos dos nerazzurri de Milão por Serie A e Champions League, e contra o Parma em San Siro, promete manter a escrita a seu favor.

5. Victor Osimhen vs Bordeaux: O nigeriano do Lille está em grande fase, vice-artilheiro da Ligue 1, com 7 gols, tendo marcado todos eles no Estádio Pierre-Mauroy, casa dos Dogues, onde enfrentarão o Bordeaux, que sofreram 6 gols em 5 jogos fora de casa no campeonato, neste sábado. Promessa de gol da jovem estrela de 20 anos.

Compartilhe

Comente!

Tem algo a dizer?

Caio Bitencourt

Últimas Postagens

A onda tecnicista na função do auxiliar técnico de futebol
Jonatan Cavalcante

A onda tecnicista na função do auxiliar técnico de futebol

0 Comentários
Friendly #1 | Imaginar e construir o futuro, a habilidade fundamental do século XXI
Footure

Friendly #1 | Imaginar e construir o futuro, a habilidade fundamental do século XXI

0 Comentários
Surpresa e tradição: os classificados para as quartas do futebol masculino na Olimpíada
Caio Nascimento

Surpresa e tradição: os classificados para as quartas do futebol masculino na Olimpíada

0 Comentários
Osimhen, Simy, e a problemática das narrativas sobre jogadores africanos
Caio Bitencourt

Osimhen, Simy, e a problemática das narrativas sobre jogadores africanos

0 Comentários
O que esperar do Real Madrid para os próximos anos com Carlo Ancelotti?
Bruna Mendes

O que esperar do Real Madrid para os próximos anos com Carlo Ancelotti?

0 Comentários
O que explica as goleadas do Flamengo com Renato Gaúcho?
Gabriel de Assis

O que explica as goleadas do Flamengo com Renato Gaúcho?

0 Comentários
Como o Vojvodismo transformou o Fortaleza em protagonista no futebol brasileiro?
Jonatan Cavalcante

Como o Vojvodismo transformou o Fortaleza em protagonista no futebol brasileiro?

0 Comentários
God Save the Game #34 | A janela de transferências da Premier League 21/22
Gabriel Corrêa

God Save the Game #34 | A janela de transferências da Premier League 21/22

0 Comentários
Felipão chega entregando o de sempre: segurança e resultado
Gabriel de Assis

Felipão chega entregando o de sempre: segurança e resultado

0 Comentários
Guia do futebol masculino na Olimpíada de Tokyo 2020: parte 2
Caio Nascimento

Guia do futebol masculino na Olimpíada de Tokyo 2020: parte 2

0 Comentários
A Itália ainda pode crescer após o título da Euro?
Caio Bitencourt

A Itália ainda pode crescer após o título da Euro?

0 Comentários
Guia do futebol masculino na Olimpíada de Tokyo 2020: parte 1
Caio Nascimento

Guia do futebol masculino na Olimpíada de Tokyo 2020: parte 1

0 Comentários
O complicado início de Diego Aguirre no Internacional
Gabriel de Assis

O complicado início de Diego Aguirre no Internacional

0 Comentários
Rodrigo De Paul: o meia com DNA de Simeone e Atlético de Madrid
Bruna Mendes

Rodrigo De Paul: o meia com DNA de Simeone e Atlético de Madrid

0 Comentários
A Inglaterra superou seus traumas e, agora, se permite sonhar
Lucas Filus

A Inglaterra superou seus traumas e, agora, se permite sonhar

0 Comentários