Dicas de Betting - Libertadores e Brasileirão

Dia de Campeonato Brasileiro e Libertadores da América! Na 23ª rodada do Brasileirão e semifinal, a equipe do Footure está trazendo mais dicas, números e estatísticas para você que está em busca daquele green e fugir de um red. Lembrando que, em breve, as rodadas completas estarão disponíveis apenas para os integrantes do Footure Club, vem fazer parte do time. Um último […]

Dia de Campeonato Brasileiro e Libertadores da América! Na 23ª rodada do Brasileirão e semifinal, a equipe do Footure está trazendo mais dicas, números e estatísticas para você que está em busca daquele green e fugir de um red. Lembrando que, em breve, as rodadas completas estarão disponíveis apenas para os integrantes do Footure Club, vem fazer parte do time.

Um último aviso: por óbvio, não há 100% de garantia de acerto, mas são algumas das tendências para os duelos. Jogue com moderação.


 

 Libertadores

Grêmio x Flamengo

  • Primeira semifinal “pura” do Flamengo na história, uma vez que o Mengão disputou semifinais em fases triangulares em 1981, 1982 e 1984.
  • Nas outras 7 semifinais “puras” gremistas na história (1983 e 1984 foram fases triangulares), das 4 vezes que o tricolor gaúcho venceu o primeiro jogo, se classificou em 2 vezes para a decisão.
  • Nas 3 semifinais onde o Grêmio não ganhou o primeiro jogo, se classificou em 1 oportunidade (1995, quando empatou por 0-0 contra o Emelece). Nos outros dois, perdeu para Olimpia (2002) e Cruzeiro (2009). Portanto, o Grêmio jamais reverteu uma desvantagem para chegar a uma decisão de Libertadores.
  • Grêmio e Flamengo se enfrentaram na fase semifinal da Libertadores de 1984: vitória tricolor por 5–1 no Olímpico, flamenguista por 3–1 no Maracanã, e empate por 0–0 com classificação gremista no Pacaembu em jogo extra.
  • O Flamengo venceu os 3 últimos jogos contra o Grêmio em todas as competições.
  • Em jogos com mando gremista, a vantagem é ampla para o tricolor: dos 42 jogos, 22 vitórias do Grêmio, 16 empates e só 4 vitórias do Flamengo.
  • O Grêmio está a 17 jogos invicto diante do Flamengo em casa em todas as competições.
  • Das 4 vitórias flamenguistas contra o Grêmio na história, 3 foram em confrontos de mata-mata: a final do Brasileiro de 1982 (1–0 Flamengo), as oitavas da Copa do Brasil de 1999 (2–1 Flamengo) e as quartas da Copa do Brasil de 2004 (1–0 Flamengo), esta a última vitória rubro-negra em Porto Alegre diante do tricolor gaúcho.
  • O Grêmio venceu 6 das últimas 7 partidas pela Libertadores.
  • O Grêmio venceu no intervalo e no final da partida em 5 das últimas 7 partidas pela Libertadores.
  • Em 13 dos últimos 16 jogos do Flamengo pela Libertadores houve menos de 3 gols (menos que 2.5).
  • Em confrontos de mata-mata, o Grêmio não vence o Flamengo desde a vitória por 1–0 no segundo jogo da semifinal que classificou o tricolor gaúcho para a final da Copa do Brasil de 1995.
  • Mata-matas entre Grêmio e Flamengo na história: mata-matas vencidos pelo Grêmio: Copa do Brasil (1989, 1993, 1995, 1997), Brasileirão (1988). Pelo Flamengo: Brasileirão (1982), Copa do Brasil (1999, 2004, 2018), Copa Mercosul (2001), Supercopa (1992). Grêmio 5–6 Flamengo.
  • Grêmio venceu 4 das últimas 5 partidas na temporada.
  • Flamengo venceu 4 das últimas 5 partidas na temporada.
  • No Grêmio, quase todo o time titular tem experiência em semifinais de Libertadores, participando ao menos uma vez de uma delas, menos o zagueiro David Braz e o lateral-direito Rafael Galhardo.
  • No Flamengo, o inverso: dentre os prováveis titulares, apenas Rodrigo Caio e Arrascaeta jogaram semifinais de Libertadores.
  • Dos jogadores gremistas, apenas Everton e Luan marcaram gols contra o Flamengo nos últimos anos.
  • Luan é um dos maiores carrascos do Flamengo. Marcou 5 gols contra o clube rubro-negro em toda a passagem pelo tricolor gaúcho.
  • Dos jogadores flamenguistas com provável titularidade, Willian Arão, Arrascaeta e Everton Ribeiro marcaram gols contra o Grêmio com a camisa rubro-negra.
  • Gabriel Barbosa marcou seu primeiro gol como profissional contra o Grêmio, justamente em um jogo de mata-mata, o de ida entre Santos e Grêmio pela Copa do Brasil de 2013.
  • Do atual elenco rubro-negro, porém, apenas Bruno Henrique marcou gol na Arena do Grêmio: o único gol do Goiás na derrota por 2–1 para o tricolor gaúcho pelo Brasileiro de 2015.

BRASILEIRÃO

Atlético-MG x Vasco

  • Este pode ser o jogo tira-teima do confronto nos pontos corridos: desde 2003, nos 25 jogos disputados, Galo e Vasco tiveram 9 vitórias cada, além de 7 empates.
  • O Vasco só venceu 3 dos seus últimos 29 jogos fora de casa pelo Brasileirão.
  • O Vasco venceu 2 dos últimos 4 jogos fora de casa pelo Brasileirão.
  • O Atlético-MG venceu 1 dos últimos 5 jogos diante do Vasco pelo Brasileirão.
  • O Atlético-MG não vence o Vasco em casa pelo Brasileirão desde 2015 (vitória por 3–0 no Independência).
  • O Atlético-MG perdeu 6 dos últimos 7 jogos pelo Brasileirão.
  • O Vasco só venceu 1 dos últimos 5 jogos pelo Brasileirão.
  • O Atlético-MG sofreu gols nos últimos 12 jogos em todas as competições.
  • Vasco e Atlético-MG tem juntos a segunda maior ocorrência em jogos em que ambas as equipes marcam gols: Em 12 jogos dos dois, os times fizeram e sofreram gols. Marca que só está atrás de Flamengo e Grêmio, onde o “ambos marcam” ocorreu em 13 jogos.
  • Média de gols do confronto (histórico): 2,42/partida. Média de gols do confronto (pontos corridos): 2,68 gols/partida.

Chapecoense x Corinthians

  • Corinthians só venceu 2 das últimas 20 partidas fora de casa no Brasileirão.
  • Em 6 dos últimos 7 jogos da Chapecoense houve menos que 3 gols (menos que 2.5).
  • Em 24 dos últimos 28 jogos do Corinthians houve menos que 3 gols (menos que 2.5).
  • Chapecoense só marcou gols em 2 dos últimos 8 jogos diante do Corinthians por todas as competições.
  • Chapecoense venceu os 2 últimos jogos gerais diante do Corinthians na Arena Condá.
  • 10 dos 11 jogos entre Chapecoense e Corinthians tiveram menos que 3 gols (menos que 2.5).
  • A Chapecoense não venceu seus últimos 6 jogos pelo Brasileirão.
  • O Corinthians não venceu seus últimos 5 jogos fora de casa por todas as competições.
  • A Chapecoense só venceu 1 dos seus últimos 6 jogos em casa pelo Brasileirão.
  • A Chapecoense só marcou 2 gols nos últimos 6 jogos.
  • Média de gols do confronto (histórico e pontos corridos): 1,72/partida.
Compartilhe
1XBet - Receber Bônus

Comente!

Tem algo a dizer?

Últimas Postagens

Conheça Allan Aal, técnico do Grêmio Novorizontino, surpresa da Série B 2022

Conheça Allan Aal, técnico do Grêmio Novorizontino, surpresa da Série B 2022

Douglas Batista
Uma nova, mas já conhecida, função: o renascer de Léo Baptistão no Santos
Aurelio Solano

Uma nova, mas já conhecida, função: o renascer de Léo Baptistão no Santos

0 Comentários
Zalewski: a descoberta de Mourinho que mudou a Roma
Caio Bitencourt

Zalewski: a descoberta de Mourinho que mudou a Roma

0 Comentários
Líder, Vítor Pereira vai ganhando tempo no Corinthians
Gabriel de Assis

Líder, Vítor Pereira vai ganhando tempo no Corinthians

0 Comentários
Qual o impacto de Maignan no gol do Milan?
Caio Bitencourt

Qual o impacto de Maignan no gol do Milan?

0 Comentários
1XBet - Receber Bônus
Retratos de um Real Madrid campeão espanhol e finalista europeu
Bruna Mendes

Retratos de um Real Madrid campeão espanhol e finalista europeu

0 Comentários
Planejado, Coritiba tem seu melhor time dos últimos anos
Gabriel de Assis

Planejado, Coritiba tem seu melhor time dos últimos anos

0 Comentários
O que falta ao Napoli para levantar o Scudetto?
Caio Bitencourt

O que falta ao Napoli para levantar o Scudetto?

0 Comentários
Liderança do Santos chega a partir de melhora defensiva
Gabriel de Assis

Liderança do Santos chega a partir de melhora defensiva

0 Comentários
Real Betis x Valencia: a final entre Manuel Pellegrini e Pepe Bordalás
Bruna Mendes

Real Betis x Valencia: a final entre Manuel Pellegrini e Pepe Bordalás

0 Comentários
Ten Hag e a missão de reconstruir o Manchester United
Lucas Filus

Ten Hag e a missão de reconstruir o Manchester United

1 Comentários
1XBet - Receber Bônus
Coppa Italia: meu bem ou meu mal?
Caio Bitencourt

Coppa Italia: meu bem ou meu mal?

0 Comentários
O Galo que tem tudo para ganhar mais uma vez
Gabriel de Assis

O Galo que tem tudo para ganhar mais uma vez

0 Comentários
Tammy Abraham e o cartão de visitas dos ingleses na Serie A
Caio Bitencourt

Tammy Abraham e o cartão de visitas dos ingleses na Serie A

0 Comentários
Ousmane Dembelé e o impacto das lesões na carreira de um jovem jogador
Bruna Mendes

Ousmane Dembelé e o impacto das lesões na carreira de um jovem jogador

0 Comentários