O possível encaixe entre Luciano e Éder no São Paulo de Crespo

Aos 34 anos, Éder chega para suprir a saída de Brenner e pode formar uma parceria muito interessante com Luciano no esquema de Hernan Crespo; como ele atuava na China? Vamos falar sobre o encaixe do jogador no Tricolor Paulista

Em meio as mudanças após a temporada de 2020, o São Paulo anunciou um pacote de reforços para Hernan Crespo. Sucesso com Fernando Diniz, a dupla Luciano e Brenner acabou sendo desfeita após a saída do centroavante FC Cincinnati, da MLS. Para o seu lugar, o escolhido foi Éder.

O brasileiro naturalizado italiano chega após passagens por Criciúma, Empoli, Frosinone, Brescia, Cesena, Sampdoria, Internazionale, Jiangsu Suning e Seleção Italiana. Como ele poderá encaixar nas ideias do treinador e com Luciano? Vamos tentar falar um pouco mais agora.

Como Éder estava jogando na China

Na equipe do Jiangsu Suning, Éder formava uma dupla de ataque com Alex Teixeira, num 1-4-4-2. Os dois jogadores se movimentavam bastante, mas era Teixeira quem recebia o jogo mais direto, enquanto Éder se aproveitava das jogadas vindo de traz e recebendo essa primeira bola, como podemos observar no mapa abaixo:

O posicionamento médio de Éder pelo Jiang Suning em 2020 (Arte: SofaScore)

Aproveitando a atenção dos defensores rivais voltadas para Alex Teixeira, ou dos jogadores de lado, o novo centroavante do São Paulo foi um dos destaques na Chinese Super League 2020. Foram nove gols marcados (7º geral), 5 assistências (3º) e o 64 finalizações (2º); além disso, teve, em média 1.62 passes para finalização (9º) e 3.02 cruzamentos (4º). Ou seja, acabou participando de todas as fases ofensivas do Jiangsu.

Os locais onde Éder finalizou durante a Chinese Super League 2020 (Arte: WyScout)
O local e a direção dos passes para finalização de Éder durante a Chinese Super League 2020 (Arte: WyScout)

Uma outra característica que acabou sendo marcante em atuações pelo Jiangsu, foi atacar a última linha adversária e aproveitar os passes em profundidade dos companheiros. Algo que poderá ser bastante útil no São Paulo e falaremos mais a frente.

De maneira geral, a jogada consistia num passe mais longo para Alex Teixeira, que escorava para um dos volantes e, no momento que a defesa adversária estivesse se reposicionando ou sem tanta velocidade, Éder buscar o arranque por trás dos marcadores, como observaremos nos lances abaixo:

Como ele pode ser escalado com Luciano?

Ainda em 2020, sob o comando de Fernando Diniz, o São Paulo atuava no 1-4-4-2 com Luciano e Brenner formando a dupla de frente. Os dois jogadores alternavam momentos de profundidade ou participação na criação dos lances ofensivos — com maior destaque para o camisa 11 que, muitas vezes, recuava até o goleiro Tiago Volpi para participar da saída de bola.

Com a chegada de Hernan Crespo, um treinador adepto do Jogo de Posição, algumas funções acabaram se alterando, assim como esquema se tornou o 3-1-4-2. Além disso, após a saída de Brenner, Pablo assumiu a função ao lado de Luciano e o jogador seguiu com liberdade para circular, como vemos no mapa abaixo. E como Éder pode se encaixar?

O mapa de calor do atacante Luciano na última partida do São Paulo (Arte: SofaScore)

Dentro desta ideia e esquema, é possível que os laterais (Reinaldo e Orejuela) sejam os homens responsáveis pela amplitude e, também, profundidade — o que pode permitir uma maior circulação dos homens de frente. De qualquer forma, Luciano e Éder devem variar como jogadores mais adiantados para receber um possível lançamento e aquele que estará na entrelinha auxiliando os meias na criação das jogadas ou atacando o espaço nas costas dos defensores.

Éder está regularizado no BID e pode estrear pelo São Paulo após o retorno do Campeonato Paulista — que ainda está sendo discutido pela FPF e deve ser confirmado nos próximos dias.

Compartilhe

Comente!

Tem algo a dizer?

Últimas Postagens

Silvio Romero: como se movimenta e finaliza as jogadas?
Jonatan Cavalcante

Silvio Romero: como se movimenta e finaliza as jogadas?

0 Comentários
Como funciona o sistema de marcação do Torino de Ivan Juric
Caio Bitencourt

Como funciona o sistema de marcação do Torino de Ivan Juric

0 Comentários
Schick: ‘intruso’ em meio a Lewandowski e Haaland
Gabriel Belo

Schick: 'intruso' em meio a Lewandowski e Haaland

0 Comentários
O potencial do Valencia de Pepe Bordalás
Bruna Mendes

O potencial do Valencia de Pepe Bordalás

0 Comentários
Destaques da Copa São Paulo – Eliminados na primeira fase
Douglas Batista

Destaques da Copa São Paulo - Eliminados na primeira fase

0 Comentários
Cuiabá tem atuação boa e consciente no mercado
Gabriel de Assis

Cuiabá tem atuação boa e consciente no mercado

0 Comentários
Pedro Naressi: acrescenta competitividade e repertório ao Sport
Jonatan Cavalcante

Pedro Naressi: acrescenta competitividade e repertório ao Sport

0 Comentários
O que é um ‘Falso 9’ e quais as diferenças entre os diversos tipos de centroavantes

O que é um 'Falso 9' e quais as diferenças entre os diversos tipos de centroavantes

Aurelio Solano
O encaixe dos reforços do Fluminense e Abel Braga
Gabriel de Assis

O encaixe dos reforços do Fluminense e Abel Braga

0 Comentários
Como Ferran Torres pode ajudar o Barcelona?
Bruna Mendes

Como Ferran Torres pode ajudar o Barcelona?

0 Comentários
As virtudes e vulnerabilidades que Richardson aporta ao Ceará
Jonatan Cavalcante

As virtudes e vulnerabilidades que Richardson aporta ao Ceará

0 Comentários
As perguntas e respostas que fazem evoluir o jogo
Luís Cristovão

As perguntas e respostas que fazem evoluir o jogo

0 Comentários
Cuca deixa o Atlético Mineiro como um dos melhores trabalhos de sua carreira
Gabriel de Assis

Cuca deixa o Atlético Mineiro como um dos melhores trabalhos de sua carreira

0 Comentários
Paulo Sousa: “O futebol é baseado no espaço e tempo”
Renato Gomes

Paulo Sousa: “O futebol é baseado no espaço e tempo”

1 Comentários
Há algo de podre no jeito italiano de se fazer futebol: o caso Salernitana
Caio Bitencourt

Há algo de podre no jeito italiano de se fazer futebol: o caso Salernitana

0 Comentários