Enzo Pérez: o ritmista de Gallardo

Argentino reencontra treinador que mudou os rumos de sua carreira e mostra no River sua versão mais controladora

Foi aos 27 anos que Enzo Pérez se reencontrou como jogador de futebol. O meia-direita que deixou o Estudiantes após a conquista da Libertadores da América de 2009 se transformou ao chegar em Lisboa. A carreira de um jogador que poderia ser “boa” na Europa, se transformou na de “melhor jogador na temporada 2013/2014” quando se transformou num camisa 5 sob o comando de Jorge Jesus.

“Jesus me propôs jogar como primeiro volante. Eu não queria saber disso, não me via ali, mas ele me disse: “Fica tranquilo, vamos praticar. Vou te mostrar vídeos e faremos exercícios depois da hora”. Terminei sendo o melhor jogador de futebol de Portugal em 2014. Ele tinha razão”.

Enzo Pérez em entrevista ao portal La Nacion.

Na equipe de Marcelo Gallardo que atua no 4-1-3-2, cabe ao camisa 24 participar de todas as ações em saída de bola. Não por acaso, tem média de 85 toque na bola por partida. Se pegarmos suas últimas cinco partidas pelo River Plate, os números são ainda maiores: Estudiantes (105), Rosário Central (113), Colón (118), Boca (52) e Almagro (112). Por quê a diferença tão grande no duelo contra os rivais na Bombonera? Foi uma das únicas vezes onde a equipe de Gallardo deixou o adversário ter a bola e, também, pouco se sentiu confortável com ela.

O mapa de calor do meio-campista Enzo Pérez (Imagem: SofaScore)

Por se tratar de uma equipe bastante vertical, outra característica acaba ficando em evidência para Enzo: os lançamentos longos. Em média, tenta 10 por partida e tem um índice de 80% de acertos. Estes passes que buscam De la Cruz, Suárez e Borré. Deixar com que o mediocentro dos Millionários pense as jogadas por muito tempo, pode ser fatal para que ele encontre ‘Nacho’ Fernández e Exequiel Palacios nas entrelinhas.

Os números defensivos de Enzo Pérez:

2.3 desarmes em média

1.5 interceptações em média

0.5 roubadas no campo rival em média

7 duelos vencidos pelo chão ou no alto (70% do total)

Stats da SofaScore

Quando pegamos a parte defensiva, este trabalho fica a cargo do quinteto ofensivo e Enzo se preocupa em fechar os espaços que podem sobrar em algum drible ou passe adversário.

E neste reencontro entre aluno e professor, Enzo Pérez sabe que sua presença – e por isso a preocupação após o jogo contra o Estudiantes – é fundamental para enfrentar o pressing rival e clarear as jogadas encontrando o melhor caminho para as glórias em Santiago.

Compartilhe

Comente!

Tem algo a dizer?

Últimas Postagens

O caminho da Seleção, as mudanças de Tite e um norte para o Catar
Aurelio Solano

O caminho da Seleção, as mudanças de Tite e um norte para o Catar

0 Comentários
Cinco promessas africanas na base de clubes europeus
Caio Nascimento

Cinco promessas africanas na base de clubes europeus

0 Comentários
Pellegrini: a história dos romanos na Roma continua
Caio Bitencourt

Pellegrini: a história dos romanos na Roma continua

0 Comentários
A afirmação da Espanha e sua nova geração
Bruna Mendes

A afirmação da Espanha e sua nova geração

0 Comentários
Guto Ferreira coloca o Bahia para acelerar
Gabriel de Assis

Guto Ferreira coloca o Bahia para acelerar

0 Comentários
RAIO-X: De onde saem as assistências dos líderes do quesito na Série B
Douglas Batista

RAIO-X: De onde saem as assistências dos líderes do quesito na Série B

0 Comentários
Os destaques dos 8 classificados no Brasileirão Sub-20
Caio Nascimento

Os destaques dos 8 classificados no Brasileirão Sub-20

0 Comentários
A reinvenção de Brahim Diaz no meio-campo do Milan
Caio Bitencourt

A reinvenção de Brahim Diaz no meio-campo do Milan

0 Comentários
Maduro, o Red Bull Bragantino se aproxima de fazer história
Gabriel de Assis

Maduro, o Red Bull Bragantino se aproxima de fazer história

0 Comentários
Friendly #7 | O novo rico Newcastle, Sports Washing e a ‘era’ de clube-estado
Eduardo Dias

Friendly #7 | O novo rico Newcastle, Sports Washing e a 'era' de clube-estado

0 Comentários
Napoli: O impacto inicial de Anguissa com a camisa partenopei
Caio Bitencourt

Napoli: O impacto inicial de Anguissa com a camisa partenopei

0 Comentários
O Grande Norte e os grandes desafios: o que o futuro reserva para o futebol masculino do Canadá?
Caio Nascimento

O Grande Norte e os grandes desafios: o que o futuro reserva para o futebol masculino do Canadá?

0 Comentários
O agressivo América/MG de Vagner Mancini
Gabriel de Assis

O agressivo América/MG de Vagner Mancini

0 Comentários
O Botafogo/PB em busca de um acesso histórico na Paraíba
Douglas Batista

O Botafogo/PB em busca de um acesso histórico na Paraíba

0 Comentários
A disparidade entre Atlético de Madrid e Barcelona
Bruna Mendes

A disparidade entre Atlético de Madrid e Barcelona

0 Comentários