LIVRES NO MERCADO

Por @_GabrielCorrea e @viniciusof O líder de assistências para finalizações nesta Champions League é um atleta que terminou a última temporada sem contrato com clube algum. Ao final do seu vínculo de oito anos com o Barcelona, Daniel Alves, de 34 anos, ficou livre para acertar com outras equipes. A Juventus deu a cartada e em campo o […]

Por @_GabrielCorrea e @viniciusof

O líder de assistências para finalizações nesta Champions League é um atleta que terminou a última temporada sem contrato com clube algum. Ao final do seu vínculo de oito anos com o Barcelona, Daniel Alves, de 34 anos, ficou livre para acertar com outras equipes. A Juventus deu a cartada e em campo o lateral-direito contrariou os prognósticos de que sua vocação ofensiva não encontraria espaço na Itália. E mais: o brasileiro provou que uns fios brancos podem ser decisivos se inseridos num modelo de jogo já consolidado como o da Juve. Há jogadores de ótimo nível na mesma situação em que Daniel se encontrava em maio do ano passado. A solução para os problemas do seu time pode ser mais econômica do que você pensa.

 

WILLY CABALLERO

Desde 2014 no City, Caballero foi contratado junto ao Málaga para ser sombra de Joe Hart. Nunca foi titular absoluto ou nome incontestável em Manchester, mas se beneficiou do empréstimo de Hart para o Torino, das más partidas de Claudio Bravo e terminou a temporada como titular da meta dos citizens. Ao que tudo indica Guardiola vai em busca de um camisa 1 para a próxima temporada. No final da partida sobre o Crystal Palace o goleiro argentino declarou que pretende permanecer no clube mesmo como segunda opção para posição. Quem convencê-lo a mudar de áreas ganhará um jogador experiente, de 35 anos, com reflexos apurados e especialista em defender cobranças de pênalti. Só na última temporada foram quatro – sendo um cobrado por Neymar e outro por Falcão Garcia.

OK (2)

 

BACARY SAGNA

A segunda metade da temporada de Bacary Sagna foi marcada por uma sucessão de lesões que o afastou dos campos por uns bons meses. Diante disso, Guardiola escalou na lateral-direita Zabaleta, Fernandinho e até Jesús Navas. Com 34 anos e longe do auge da sua forma física, Sagna pode contribuir como um lateral base, cobrindo o extrema e guarnecendo o zagueiro. Tem 73% de êxito em divididas, o que mostra que ainda pode ser competitivo defendendo. Desde que foi adquirido pelo Arsenal lá se vão dez anos de Premier League. Uma década na liga mais disputada do mundo é para poucos. O francês ainda pode contribuir numa equipe média e reativa.

 

PEPE

Seu clube precisa de um zagueiro sério, experiente e acostumado a decisões? Ao final da temporada o português Pepe estará livre no mercado. “Ah, mas ele fica suspenso toda hora”. Uma meia verdade. Até porque desde a temporada 2013/14, recebeu 24 cartões amarelos em 120 jogos. Uma média de um cartão a cada 5 jogos. Nessa temporada, jogou pouco. Foram apenas 13 jogos, onde lesões e o crescimento de Varane fizeram com que ele ficasse no banco. Mesmo assim, dados do WhoScored mostram que sua média de atuação era 7,22. Alta pela posição. Pepe é especulado no futebol chinês, onde receberia 3 milhões de reais mensais.

Pepe

 

LUCAS LEIVA

Desde a saída de Gerrard, Lucas passou a ser o jogador com mais tempo de clube (10 anos) e o capitão na ausência do titular Henderson. Com a alta incidência de lesões no enxuto elenco do Liverpool, Lucas ganhou minutos como zagueiro e volante. O brasileiro ainda é um jogador de vigor físico, com boa interceptação e saída segura. Como zagueiro enfrenta alguns problemas na bola área (tem 179cm), mas é extremamente eficiente à frente da defesa. Não é uma opção recomendável para quem pretende contratar um volante construtor. Na Inglaterra Lucas especializou-se em desarmar. Há rumores de que o Grêmio, equipe que o revelou, pretende fazer uma proposta para contratá-lo no segundo semestre.

 

GAËL CLICHY

Entre Kolarov e Clichy, Guardiola optou pelo francês. Foi ele quem mais atuou na lateral-esquerda do City durante a Premier League – 23 vezes, sendo uma como reserva. Bom apoiador, mas frágil na bola aérea, Clichy ainda tem “lenha pra queimar”. À imprensa inglesa o francês já deu seu recado: “não quero permanecer aqui para próxima temporada”. Quem se lançar por Clichy receberá um jogador de 31 anos, sem histórico de lesão grave e com uma boa média de acerto de passe (85%). O francês é uma boa pedida para equipes de modelo propositivo.

 

JESÚS NAVAS

Um ponta velocista e campeão do mundo com a Espanha em 2010. Jesús Navas deixou de ser aquele extremo agudo que todos esperavam do Sevilla e acabou se tornando um atleta com muita velocidade… e só. Os números mostram isso, já que nas últimas temporadas não deu nenhuma assistência e nem marcou na Premier League. Mas se algum clube quiser apostar na velocidade para o segundo tempo o espanhol de 31 anos seria uma boa pedida.

Jesus Navas

 

DANIELE DE ROSSI

Dentre todos disponíveis no mercado, De Rossi é seguramente um dos nomes mais interessantes. Mesmo aos 33 anos o italiano segue atuando regularmente e brindando os romanistas com sua incrível capacidade de organizar o jogo na primeira faixa do meio. 85% de seus passes encontram o destino desejado, sendo que pelo menos uma vez por jogo ele coloca um companheiro em condições de marcar um gol. Capitão da Roma, De Rossi é um líder, torcedor e ídolo do clube, mas seu futuro ainda é uma incógnita. Teria recebido uma proposta para atuar na MLS. Seu amigo Andrea Pirlo, que joga na liga americana, o aconselhou: “Falei para ele mudar de cenário. Mas ainda o acho novo e ele pode jogar em alguma liga europeia”, comentou ao site Sportitalia. A imprensa italiana noticiou no começo do mês que De Rossi rejeitou a primeira oferta romanista e desde então chegaram sondagens de Milan, Juventus e uma proposta de contrato de dois anos da Inter. Quem quiser contar com seu futebol terá que correr.

 

YAYA TOURÉ

Toure será um dos nomes mais disputados pelo mercado na próxima janela. Depois de sucessivas lesões e a rejeição inicial de Guardiola, o marfinense ganhou a posição no meio campo, como um primeiro volante, guarnecendo David Silva e De Bruyne. A fase protagonista do camisa 42, que brilhou nas duas conquistas de Premier League como box-to-box, passou. Em parte isso se deve ao seu declínio físico, em parte à forte concorrência no elenco. Na temporada que vem Guardiola contará com De Bruyne, Gündoğan, Davi Silva e Bernardo Silva para o meio. Sobrará espaço para Yaya? Aos 34 anos ele ainda oferece um bom chute de longa distância, uma passe primoroso (90% de acerto) e um bom drible. No atual estágio da carreira Touré pode ser um organizador (tanto como volante, quanto como meia ofensivo), mas não pense nele para cobrir espaços ou fazer grandes deslocamentos pelo campo.

Yaya Touré turns 32 on 13 May and if last year is anything to go by, he will be expecting a cake

 

SANTI CAZORLA

Um interior ambidestro e que consiga controlar o jogo. Santi teve problemas com lesão nesta temporada e atuou em apenas 11 jogos. Mesmo assim, deu 3 assistências e manteve uma média de 91% de passes certos, além de dois gols marcados. Cazorla atuou como um pivote no time de Arsene Wenger, o que me mostra até mesmo uma nova faceta, de iniciador das jogadas. Na temporada 2015/16, em apenas 15 jogos da Premier League, foram 3 assistências e 34 key passes. Trata-se de uma joia da antiga geração espanhola, que com 32 anos procura um clube onde possa ser o centro, sem se desgastar tanto fisicamente.

 

ZLATAN IBRAHIMOVIC

35 anos e disputando o campeonato mais intenso do mundo. Para muitos, não daria certo, mas Ibrahimovic provou porque é diferente. O sueco, além dos 28 jogos na PL, marcou 17 gols, deu 5 assistências e ainda criou 46 chances de gol, a maioria com seu grande parceiro Paul Pogba. Experiente, Zlatan levantou três canecos: a Supercopa da Inglaterra, a Taça da Liga Inglesa e, por fim, a Europa League, levando o United de volta a disputa da Champions League. Uma lesão grave no joelho o afastou na reta final da temporada e, com o contrato no seu fim, seu futuro ainda é indefinido. Ao que tudo indica Mourinho quer contar com seu 9 favorito para disputa da Champions. Mas se algum clube quiser se intrometer… seu contrato acaba no término da temporada.

OK (8)

 

MARIO BALOTELLI

Depois de uma temporada surpreendentemente positiva, o Super Mario vai testar o mercado. Ninguém esperava pelo sucesso dele e do Nice, mas a equipe terminou a liga na terceira colocação e Balotelli anotou 15 gols. Com histórico de indisciplina que fizeram Inter, Manchester City, Milan e Liverpool desistirem do seu futebol, Mario tem como ponto forte a força física e o arremate de média e longa distância. Nas paradisíacas praias de Nice reencontrou a felicidade e o bom futebol, porém já anunciou que pretende mudar de ares. O presidente da equipe francesa, Jean-Pierre Rivere, acredita que dificilmente conseguirá segurar o italiano. Mario Balotelli pode ser uma dor de cabeça ou uma solução na mesma proporção. Quem vai tirar a sorte?

629847014

GONZALO RODRÍGUEZ

O zagueiro argentino que chegou a ser capitão da Fiorentina completou 33 anos e chega na reta final de sua carreira. Pode ser um bom reforço para times que procuram um líder na defesa com a “catimba” dos hermanos. Foram 32 jogos na temporada, com 7 cartões amarelos e 2 vermelhos. Um zagueiro de boa saída, que pode ser útil para equipes que gostam de propor o jogo.

JOE LEDLEY

Formado na base do Cardiff City, Joe Ledley ganhou notoriedade como titular da seleção do País de Gales na última Eurocopa. No Crystal Palace Ledley é pouco utilizado por Sam Allardyce, que o escala como titular apenas nas copas nacionais. O galês teve uma boa passagem pelo Celtic antes de chegar no Palace, e é provável que retorna para lá. Quem contar com seu futebol terá um volante tímido no apoio, mas muito voluntarioso na fase defensiva.

NILMAR

Conhecido do futebol brasileiro, o atacante está atuando no Emirados Árabes. Desejado pela sua velocidade e poder de finalização, Nilmar está em outro momento da carreira. Com 32 anos, tem menos explosão, mas segue muito bem na frente. Pode ser um nome interessante para reforçar equipes brasileiras que buscam um atacante móvel para a referência.

Nilmar

 

TRÉMOULINAS

Quem deseja um lateral apoiador terá em Benoit Trémoulinas uma opção. O francês de 31 anos viveu na última temporada um litígio com o Sevilla, que negou o pedido de rescisão feito pelo seu agente. Trémoulinas não atua desde maio de 2016 e seguramente não tem mais a potência para atacar que o levou à Seleção Francesa em 2015. Tem um bom cruzamento e pode atuar na lateral ou como extrema esquerda.

 

HONDA

Contratado como camisa 10 no projeto inicial de reformulação do Milan, Keisuke Honda foi escanteado nessa temporada. Foram apenas 8 jogos pelo rossonieri, sendo apenas um como titular. Pouco mais de 130 minutos em campo e um gol marcado. Honda pode ser o diferencial para um time que quer um cobrador de falta e um arrematador de longa distância, mas está longe de ser o Honda que brilhou pelo CSKA Moscow.

AC Milan's Keisuke Honda celebrates after scoring his second goal against Verona during their Italian Serie A soccer match at Bentegodi stadium in Verona October 19, 2014. REUTERS/Giampiero Sposito (ITALY - Tags: SPORT SOCCER)
AC Milan’s Keisuke Honda celebrates after scoring his second goal against Verona during their Italian Serie A soccer match at Bentegodi stadium in Verona October 19, 2014. REUTERS/Giampiero Sposito (ITALY – Tags: SPORT SOCCER)

 

 

Compartilhe

Comente!

Tem algo a dizer?

Últimas Postagens

O caminho da Seleção, as mudanças de Tite e um norte para o Catar
Aurelio Solano

O caminho da Seleção, as mudanças de Tite e um norte para o Catar

0 Comentários
Cinco promessas africanas na base de clubes europeus
Caio Nascimento

Cinco promessas africanas na base de clubes europeus

0 Comentários
Pellegrini: a história dos romanos na Roma continua
Caio Bitencourt

Pellegrini: a história dos romanos na Roma continua

0 Comentários
A afirmação da Espanha e sua nova geração
Bruna Mendes

A afirmação da Espanha e sua nova geração

0 Comentários
Guto Ferreira coloca o Bahia para acelerar
Gabriel de Assis

Guto Ferreira coloca o Bahia para acelerar

0 Comentários
RAIO-X: De onde saem as assistências dos líderes do quesito na Série B
Douglas Batista

RAIO-X: De onde saem as assistências dos líderes do quesito na Série B

0 Comentários
Os destaques dos 8 classificados no Brasileirão Sub-20
Caio Nascimento

Os destaques dos 8 classificados no Brasileirão Sub-20

0 Comentários
A reinvenção de Brahim Diaz no meio-campo do Milan
Caio Bitencourt

A reinvenção de Brahim Diaz no meio-campo do Milan

0 Comentários
Maduro, o Red Bull Bragantino se aproxima de fazer história
Gabriel de Assis

Maduro, o Red Bull Bragantino se aproxima de fazer história

0 Comentários
Friendly #7 | O novo rico Newcastle, Sports Washing e a ‘era’ de clube-estado
Eduardo Dias

Friendly #7 | O novo rico Newcastle, Sports Washing e a 'era' de clube-estado

0 Comentários
Napoli: O impacto inicial de Anguissa com a camisa partenopei
Caio Bitencourt

Napoli: O impacto inicial de Anguissa com a camisa partenopei

0 Comentários
O Grande Norte e os grandes desafios: o que o futuro reserva para o futebol masculino do Canadá?
Caio Nascimento

O Grande Norte e os grandes desafios: o que o futuro reserva para o futebol masculino do Canadá?

0 Comentários
O agressivo América/MG de Vagner Mancini
Gabriel de Assis

O agressivo América/MG de Vagner Mancini

0 Comentários
O Botafogo/PB em busca de um acesso histórico na Paraíba
Douglas Batista

O Botafogo/PB em busca de um acesso histórico na Paraíba

0 Comentários
A disparidade entre Atlético de Madrid e Barcelona
Bruna Mendes

A disparidade entre Atlético de Madrid e Barcelona

0 Comentários