Schick: 'intruso' em meio a Lewandowski e Haaland

Com 17 gols em 19 jogos, Patrik Schick se tornou um dos principais atacantes da Bundesliga na temporada

Patrik Schick teve algumas oportunidades valiosas em sua carreira, atuando por grandes clubes como Leipzig e Roma. O atacante, porém, teve maior destaque com a camisa da Sampdoria (mesmo na sombra de Muriel e Quagliarella), quando realizou uma campanha que mudou seu patamar especialmente dentro do futebol italiano e causou a transferência para a capital. Por lá, precisou disputar posição com a estrela Dzeko e foi muitas vezes deslocado para a ponta, não fazendo valer o investimento de €40 milhões em seu futebol e sendo emprestado para o Leipzig.

Em 2020/21, quando trocou a Roma pelo Leverkusen (€26 milhões), Schick teve uma temporada de estreia promissora. Mas, ainda sem a solidez esperada. É possível, talvez, que os astros tenham se alinhado no exato momento em que o tcheco fez o antológico gol na última Eurocopa, diante da Escócia. Desde então, a chave virou.

Sua potente canhota já era uma marca. Entretanto, o atacante parece ter ganho mais ferramentas, trabalhando ativamente com a perna direita tanto na condução quanto nas finalizações. Era algo que faltava em seu jogo, visto que já se destacava por ser alto (1,91), físico e ter habilidade pelo alto.

Apesar de não ser exatamente um diferencial jogando de costas para o defensor e não criar assistências para finalizações constantemente, tem tentado, também, se desenvolver dessa forma. O ponto fraco, notadamente, fica nas pressões e contribuição sem a bola. O caminho recente, ainda assim, indica que há a chance acompanharmos um centroavante cada vez mais completo, alcançando algo próximo do auge aos 25/26 anos.

‘Target man’ tradicional, tem se aproveitado bastante da fase de Florian Wirtz, um dos grandes playmakers da Alemanha. O esquema 4-2-3-1 favorece especialmente seu jogo, além dos bons pontas Diaby e Bellarabi. Com boa leitura para as situações e se desenvolvendo no desmarque, Schick tem o melhor período da carreira sob o comando de Gerardo Soane. Outra característica interessante está na capacidade de explorar no ponto cego dos zagueiros e usar sua incomum velocidade para um jogador da sua estatura para ganhar duelos físicos.

Patrik Schick é alvo do sistema. Mas, também, acionado fora da área. Seu jogo de costas não é o forte e breca algumas jogadas. Mas há o notável esforço para ser um jogador mais completo

Na atual temporada, são 17 gols em 19 partidas (0,9/j) pelo Leverkusen. Algo próximo, estatisticamente, das estrelas Bundesliga: Haaland (1,1/j) e Lewandowski (1,2/j). Se encontrou no Leverkusen após uma carreira, até o momento, inconsistente. Um grande nome da Bundesliga e também uma opção de mercado um pouco mais alternativa e viável financeiramente na comparação com atletas como Vlahovic, por exemplo.

Compartilhe
1XBet - Receber Bônus

Comente!

Tem algo a dizer?

Últimas Postagens

Conheça Allan Aal, técnico do Grêmio Novorizontino, surpresa da Série B 2022

Conheça Allan Aal, técnico do Grêmio Novorizontino, surpresa da Série B 2022

Douglas Batista
Uma nova, mas já conhecida, função: o renascer de Léo Baptistão no Santos
Aurelio Solano

Uma nova, mas já conhecida, função: o renascer de Léo Baptistão no Santos

0 Comentários
Zalewski: a descoberta de Mourinho que mudou a Roma
Caio Bitencourt

Zalewski: a descoberta de Mourinho que mudou a Roma

0 Comentários
Líder, Vítor Pereira vai ganhando tempo no Corinthians
Gabriel de Assis

Líder, Vítor Pereira vai ganhando tempo no Corinthians

0 Comentários
Qual o impacto de Maignan no gol do Milan?
Caio Bitencourt

Qual o impacto de Maignan no gol do Milan?

0 Comentários
1XBet - Receber Bônus
Retratos de um Real Madrid campeão espanhol e finalista europeu
Bruna Mendes

Retratos de um Real Madrid campeão espanhol e finalista europeu

0 Comentários
Planejado, Coritiba tem seu melhor time dos últimos anos
Gabriel de Assis

Planejado, Coritiba tem seu melhor time dos últimos anos

0 Comentários
O que falta ao Napoli para levantar o Scudetto?
Caio Bitencourt

O que falta ao Napoli para levantar o Scudetto?

0 Comentários
Liderança do Santos chega a partir de melhora defensiva
Gabriel de Assis

Liderança do Santos chega a partir de melhora defensiva

0 Comentários
Real Betis x Valencia: a final entre Manuel Pellegrini e Pepe Bordalás
Bruna Mendes

Real Betis x Valencia: a final entre Manuel Pellegrini e Pepe Bordalás

0 Comentários
Ten Hag e a missão de reconstruir o Manchester United
Lucas Filus

Ten Hag e a missão de reconstruir o Manchester United

1 Comentários
1XBet - Receber Bônus
Coppa Italia: meu bem ou meu mal?
Caio Bitencourt

Coppa Italia: meu bem ou meu mal?

0 Comentários
O Galo que tem tudo para ganhar mais uma vez
Gabriel de Assis

O Galo que tem tudo para ganhar mais uma vez

0 Comentários
Tammy Abraham e o cartão de visitas dos ingleses na Serie A
Caio Bitencourt

Tammy Abraham e o cartão de visitas dos ingleses na Serie A

0 Comentários
Ousmane Dembelé e o impacto das lesões na carreira de um jovem jogador
Bruna Mendes

Ousmane Dembelé e o impacto das lesões na carreira de um jovem jogador

0 Comentários