A nova fotografia do Independiente Del Valle

Entre chegadas e partidas, o Independiente Del Valle mudou consideravelmente seu time desde o título da Sul-Americana. O que foi mexido e qual o impacto destas alterações no time de Miguel Ángel Ramírez?

Antes mesmo do título da Copa Sul-Americana, o Independiente Del Valle já contava com jogadores sob os holofotes do mercado. Conhecido por formar bons talentos e ter um trabalho de base sólido, ao mesmo tempo em que potencializa e aprimora atletas mais experientes, o clube de Sangolquí vem encontrando a receita para prosperar dentro e fora de campo a partir desta soma de fatores. A vitória sobre o Colón em Assunção, entretanto, ajudou a dar ainda mais destaque aos equatorianos.

Entre vendas, emprestados que retornaram aos seus clubes de origem, mudanças por opção técnica e, claro, novas chegadas, o elenco do Del Valle sofreu algumas modificações, entrando para o restante de 2020 com alterações importantes em comparação ao time que conduziu os rayados à glória continental. E nenhum setor passou batido neste processo.

A defesa, principalmente, foi bastante alterada. Da escalação que foi a campo na decisão contra o Colón, apenas o goleiro Jorge Pinos e o zagueiro Richard Schunke permanecem em seus postos. No centro da linha de contenção, o parceiro de Schunke em 2019, Luís Fernando León, foi negociado. Autor do gol que abriu o placar na final de dezembro e um dos pilares do Del Valle nos últimos anos, o defensor tomou o rumo do Atlético San Luís (MEX). Para substituí-lo, o técnico Miguel Ángel Ramírez fixou Luís Segovia, que vinha atuando mais constantemente como lateral-esquerdo, na zaga.

Para a vaga de Segovia, o escolhido foi Beder Caicedo. O lateral chegou ao clube no começo deste ano, proveniente do Barcelona de Guayaquil, e vinha correspondendo em bom nível até o momento da interrupção da temporada, com importante presença nos momentos ofensivos, aparecendo tanto em zonas interiores quanto aberto. No lado oposto, Anthony Landázuri vem sofrendo com problemas físicos desde o início de 2020, e por conta disto perdeu espaço na lateral-direita para Angelo Preciado.

O meio-campo, apesar de contar com apenas uma mudança, sofreu um grande impacto a partir da venda de Alan Franco para o Atlético-MG. Porém, a reposição para o meia de 22 anos manteve o padrão de qualidade. Lorenzo Faravelli desembarcou no Equador levando em seu currículo ótimos momentos no futebol argentino, sobretudo no Gimnasia La Plata recentemente.

A sua dinâmica na intermediária para ajudar a organizar as ações ofensivas na base das jogadas, lançar a bola ao espaço para os homens mais avançados e aparecer na entrelinha vem produzindo boas situações de gol para os negriazules. Ainda, o promissor jovem Moisés Caicedo tem recebido oportunidades nas ausências de Efrén Mera, pintando com um bom potencial para ser o próximo jovem a dar retorno técnico e financeiro ao clube.

Independiente Del Valle Lorenzo Faravelli
Lorenzo Faravelli vem em pleno crescimento com a camisa do Independiente Del Valle

Além da chegada de Faravelli e da ascensão de Caicedo, o Independiente Del Valle buscou o argentino Braian Rivero no Newell’s Old Boys. Apesar de poucas partidas com a camisa rayada, a perspectiva de que possa ser uma peça capaz de contribuir ativamente com a equipe ao longo da temporada é alta. Sua característica de grande potência física para ir de área à área, aliada com uma boa visão de jogo, promete ser útil ao longo de 2020 em diferentes contextos.

No ataque, a ida de Cristian Dájome para o Vancouver Whitecaps fez com que boa parte da capacidade de desequilíbrio individual no terço final fosse perdida. A necessidade de pontas de drible, velocidade e vitória pessoal no um contra um é essencial no sistema de Miguel Ángel Ramírez. Para tentar suprir isso, Jacob Murillo foi contratado para a ponta-esquerda, enquanto Jhon Sánchez foi deslocado para a ponta-direita, ocupando justamente o espaço deixado por Dájome.

Apesar de tantas alterações, as ideias vistas em prática na campanha vencedora da Sul-Americana seguem praticamente inalteradas. O jogo de posição com valorização da posse, a criação de superioridades, o uso do conceito de terceiro homem, transições ofensivas rápidas e a variação de comportamentos em fase defensiva permanecem intactos.

O grande desafio é manter a mesma régua de rendimento que levou o Independiente Del Valle ao topo em 2019. Por óbvio, é uma missão complicada e que exige um alto grau de adaptação dos novos jogadores neste processo de mudança. Porém, o ingresso em um modelo já consolidado e a pouca pressão por resultados podem ser fatores positivos para uma nova trajetória de sucesso.

Compartilhe

Comente!

Tem algo a dizer?

Dimitri Barcellos

Últimas Postagens

A coerência no Chelsea de Thomas Tuchel e no City de Pep Guardiola
Lucas Filus

A coerência no Chelsea de Thomas Tuchel e no City de Pep Guardiola

0 Comentários
O que fez Darío Sarmiento chamar a atenção do Manchester City?
Dimitri Barcellos

O que fez Darío Sarmiento chamar a atenção do Manchester City?

0 Comentários
Paul Pogba pode ser o primeiro ‘reforço’ do United para a próxima temporada
Lucas Filus

Paul Pogba pode ser o primeiro 'reforço’ do United para a próxima temporada

0 Comentários
A vez da geração 2004: conheça Matheus Nascimento, Cowell, Sesko e Demir
Caio Nascimento

A vez da geração 2004: conheça Matheus Nascimento, Cowell, Sesko e Demir

0 Comentários
Por que João Pedro é a tábua de salvação para o Cagliari
Caio Bitencourt

Por que João Pedro é a tábua de salvação para o Cagliari

0 Comentários
Biotipo, velocidade de raciocínio e tomada de decisão: o que é a intensidade no futebol
Caio Alves

Biotipo, velocidade de raciocínio e tomada de decisão: o que é a intensidade no futebol

0 Comentários
Knappenschmiede: a histórica forja do Schalke 04 em meio a turbulência existencial do clube
Caio Nascimento

Knappenschmiede: a histórica forja do Schalke 04 em meio a turbulência existencial do clube

0 Comentários
Campeão da Copa do Rei, Barcelona domina o Athletic e busca o doblete
Bruna Mendes

Campeão da Copa do Rei, Barcelona domina o Athletic e busca o doblete

0 Comentários
O que a contratação de Alexandre Gallo pode aportar ao Santa Cruz?
Jonatan Cavalcante

O que a contratação de Alexandre Gallo pode aportar ao Santa Cruz?

0 Comentários
4 histórias para se observar na fase de grupos da Libertadores 2021
Dimitri Barcellos

4 histórias para se observar na fase de grupos da Libertadores 2021

0 Comentários
Raúl Bobadilla e Abel Hernández: conheça os novos centroavantes do Fluminense
Gabriel Corrêa

Raúl Bobadilla e Abel Hernández: conheça os novos centroavantes do Fluminense

0 Comentários
Kayky, Galarza, Nestor, Kaiky, Rodrigo Varanda e o semestre animador dos garotos da base brasileira
Caio Nascimento

Kayky, Galarza, Nestor, Kaiky, Rodrigo Varanda e o semestre animador dos garotos da base brasileira

0 Comentários
As transições da Inter que as deixam na cara do gol (e do Scudetto)
Caio Bitencourt

As transições da Inter que as deixam na cara do gol (e do Scudetto)

0 Comentários
Danilo, uma boa dor de cabeça para Abel Ferreira no Palmeiras
Gabriel Corrêa

Danilo, uma boa dor de cabeça para Abel Ferreira no Palmeiras

0 Comentários
Zidane vence jogo de xadrez no El Clásico e aumenta disputa por título na Liga
Bruna Mendes

Zidane vence jogo de xadrez no El Clásico e aumenta disputa por título na Liga

0 Comentários