O encaixe de Takumi Minamino no Liverpool

Fechado com os Reds por £7,25 milhões, o japonês encaixa como uma luva na equipe de Jürge Klopp e será importante a partir de sua chegada em janeiro

Buscando peças complementares para qualificar seu elenco, o Liverpool oficializou a contratação do atacante japonês Takumi Minamino por 7,25 milhões de libras junto ao Red Bull Salzburg. Tratando-se de um reforço condizente com o modelo de jogo estabelecido pelo alemão Jürgen Klopp e também com as necessidades dos Reds em termos de plantel.

Considerando a utilização frequente do trio conformado por Sadio Mané, Roberto Firmino e Mohamed Salah (ademais, nomes como os jovens Rhian Brewster e Harvey Elliot ou os reservas recorrentes Xherdan Shaqiri e Divock Origi representam as principais opções no banco de reservas do atual campeão da Liga dos Campeões) nas inúmeras competições disputadas pelo LFC na temporada 2019-20, a chegada do asiático de 24 anos é um acréscimo mais do que válido para somar diversidade e versatilidade a Klopp.

Takumi Minamino produziu 20 gols em todas as competições pelo RB Salzburg na temporada; 11 assistências e 9 gols entre liga e copa nacional e UEFA Champions League.

Taticamente, Takumi Minamino é um futebolista que pode ser utilizado de diferentes maneiras dentro dos mecanismos ofensivos do 4-3-3 habitual do Liverpool na temporada.

Em um time caracterizado por sua busca por uma saída de bola curta e elaborada com destaque para os laterais em fases de iniciação e por sua posterior agressividade em pressão alta, situação em que são os melhores da Europa indiscutivelmente, o asiático encontrará contexto estilístico similar ao que dispôs no Salzburg nos últimos anos, tanto com Marco Rose como com Jesse Marsch, que preferencialmente atuam com um losango no meio-campo em 4-3-1-2 com o japonês como um armador nas costas dos dois atacantes e que tinham na verticalidade, ritmo alto e pressing suas principais bases táticas. Neste sentido, ademais de ser uma opção para substituir os extremos Sadio Mané e Mohamed Salah para receber em zonas interiores partindo do lado do campo, o jogo de Minamino se assemelha muitíssimo ao do brasileiro Roberto Firmino, que é peça-chave do funcionamento coletivo do LFC com sua leitura de espaços e pausa em cenários de ataque posicional.

Por outro lado, é necessário mencionar que a evolução de Takumi Minamino neste ano de 2019 após uma Copa Ásia regular no vice-campeonato do Japão no torneio mais importante do continente, foi incrivelmente significativa. De um extremo enfocado aos metros finais e a condução, o jogador formado nas categorias de base do Cerezo Osaka se tornou um atacante completo com muita capacidade de desequilíbrio na zona central do terreno de jogo, com dotes associativos em espaços reduzidos e inclusive atividade em movimentos de apoio ao portador da bola (sem ir mais longe, nas variações de Marsch para o 4-4-2 em linha ou em 3-5-1-1, o nipônico chegou a somar minutos como interior e até mesmo na dupla de ataque com o zambiano Patson Daka em jogos que não esteve disponível o jovem Erling Braut Haaland).

E pensando no futuro de sua equipe, o Liverpool busca reforços que encaixam dentro do seu modelo, custam pouco e tem ainda uma margem de crescimento considerável.

Compartilhe

Comente!

Tem algo a dizer?

Últimas Postagens

O caminho da Seleção, as mudanças de Tite e um norte para o Catar
Aurelio Solano

O caminho da Seleção, as mudanças de Tite e um norte para o Catar

0 Comentários
Cinco promessas africanas na base de clubes europeus
Caio Nascimento

Cinco promessas africanas na base de clubes europeus

0 Comentários
Pellegrini: a história dos romanos na Roma continua
Caio Bitencourt

Pellegrini: a história dos romanos na Roma continua

0 Comentários
A afirmação da Espanha e sua nova geração
Bruna Mendes

A afirmação da Espanha e sua nova geração

0 Comentários
Guto Ferreira coloca o Bahia para acelerar
Gabriel de Assis

Guto Ferreira coloca o Bahia para acelerar

0 Comentários
RAIO-X: De onde saem as assistências dos líderes do quesito na Série B
Douglas Batista

RAIO-X: De onde saem as assistências dos líderes do quesito na Série B

0 Comentários
Os destaques dos 8 classificados no Brasileirão Sub-20
Caio Nascimento

Os destaques dos 8 classificados no Brasileirão Sub-20

0 Comentários
A reinvenção de Brahim Diaz no meio-campo do Milan
Caio Bitencourt

A reinvenção de Brahim Diaz no meio-campo do Milan

0 Comentários
Maduro, o Red Bull Bragantino se aproxima de fazer história
Gabriel de Assis

Maduro, o Red Bull Bragantino se aproxima de fazer história

0 Comentários
Friendly #7 | O novo rico Newcastle, Sports Washing e a ‘era’ de clube-estado
Eduardo Dias

Friendly #7 | O novo rico Newcastle, Sports Washing e a 'era' de clube-estado

0 Comentários
Napoli: O impacto inicial de Anguissa com a camisa partenopei
Caio Bitencourt

Napoli: O impacto inicial de Anguissa com a camisa partenopei

0 Comentários
O Grande Norte e os grandes desafios: o que o futuro reserva para o futebol masculino do Canadá?
Caio Nascimento

O Grande Norte e os grandes desafios: o que o futuro reserva para o futebol masculino do Canadá?

0 Comentários
O agressivo América/MG de Vagner Mancini
Gabriel de Assis

O agressivo América/MG de Vagner Mancini

0 Comentários
O Botafogo/PB em busca de um acesso histórico na Paraíba
Douglas Batista

O Botafogo/PB em busca de um acesso histórico na Paraíba

0 Comentários
A disparidade entre Atlético de Madrid e Barcelona
Bruna Mendes

A disparidade entre Atlético de Madrid e Barcelona

0 Comentários