Os novos contratados do Fortaleza

Buscando repetir os feitos das últimas temporadas, o Fortaleza está sendo agressivo na janela de transferências, já tendo anunciado três novos reforços.

Buscando qualificar o elenco para a fase final da Copa Sul-Americana e na tentativa de conquistar mais uma vaga na Libertadores pelo Brasileirão, o Fortaleza fez uma janela bastante alternativo. Num primeiro momento, pode ser comum ouvir “são jogadores da segunda divisão da Europa” ou “é apenas uma aposta vindo da Argentina”.

Entretanto, quando aprofundamos a análise, todos são atletas com características que faltavam no elenco do Tricolor e que podem não só ajudar na rotação de elenco, mas brigar pela titularidade em algumas posições. Abaixo citamos um perfil dos quatro contratados:

Tobias Figueiredo (Hull City)

Primeiro anunciado desse pacote de contratações do Tricolor, o zagueiro português foi o jogador que mais causou frenesi na torcida após sua confirmação. Revelado no Sporting, Tobias construiu carreira no futebol inglês, onde passou no Nottingham Forest e no Hull City, seu último clube. De cara pode-se destacar em Tobias uma característica que o Leão necessita urgentemente em seu elenco: a qualidade na bola aérea. Vencendo muitos duelos pelo alto, seja em bolas alçadas na área ou em jogo direto. Contando com uma boa impulsão e tempo de bola para executar os movimentos. 

Atuando pelo lado direito da defesa, Tobias busca sempre manter contato com uma referência do adversário, buscando manter-se sempre próximo e realizando embates mais físicos. Muito disso se deve a sua baixa velocidade. O português apresenta problemas ao ter que acompanhar jogadores em velocidade ou que estão buscando o desmarque. Seu posicionamento corporal próximo a área normalmente é o ideal, além de conseguir rebater bem a bola. Contudo, em algumas situações precisar direcionar melhor o corte. Em alguns momentos o defensor afasta a bola de forma fraca e para zonas dominadas pelo adversário, fazendo eles retomarem a posse. 

Com a bola no pé, Tobias assume riscos. Mostra qualidade para encontrar os companheiros bem colocados, além de ter tranquilidade para tentar o passe mesmo quando está mais pressionado. Tem dificuldade em executar movimentos com sua perna esquerda. A tendência é que sua disputa pela titularidade seja com Marcelo Benevenuto. 

Gonzalo Escobar (Ibiza)

Após duas temporadas no Ibiza, Gonzalo Escobar desembarca no Tricolor para disputar posição com Bruno Pacheco na lateral esquerda. Sendo um lateral mais preocupado com o momento defensivo, o atleta chega pouco a linha de fundo, ficando mais em zonas de base na construção. Contudo, quando chega, Gonzalo tem um aproveitamento excelente ao alçar a bola na área. Na última temporada, o argentino teve 58% de aproveitamento nos cruzamentos. 

Apesar da baixa estatura, Escobar demonstra boas qualidades defendendo. Sempre concentrado, o lateral tenta não perder o contato com os adversários no seu setor, estando próximo e pronto para saltar e pressionar em momentos específicos. Entretanto, em alguns momentos, Gonzalo está com a postura corporal correta para defender, além disso, o jogador tem um índice de força baixo, perdendo duelos de maior fisicalidade. 

Seu passe é regular. Não arrisca muito, apostando mais em bolas seguras. Não realiza muitos lances de 1×1, chegando no ataque mais por ultrapassagens, porém, como citado, não faz isso o tempo todo. Algo a se esperar, é que com suas características, em algum momento, possa se ver Escobar realizando uma saída em três com os zagueiros do Fortaleza. 

Pedro Augusto (Tondela)

Revelado no São Paulo, o volante Pedro Augusto retornará ao Brasil após algumas temporadas no Tondela. Contratado para suprir uma carência no elenco do Tricolor após a lesão de Hércules, é importante salientar que novato tem pouco em comum com Hércules. Começando pela velocidade, Pedro é um volante mais lento, com dificuldades em percorrer longas distâncias no campo. Apesar disso, tem um bom tempo de reação, conseguindo ocupar bem espaços e atacar a bola, principalmente em pressão. 

Seu controle de bola é bom, porém com dificuldade para realizar com o pé não dominante. Consegue orientar bem domínios, já se livrando dos adversários no primeiro toque com a bola. Tem uma visão prévia regular para mapear rapidamente a jogada antes de receber a bola em algumas situações. O seu passe é bom, contudo o volante arrisca pouco com a bola, tentando passes mais seguros para girar a bola rapidamente. 

O jovem tem boa altura, sendo importante vencendo duelos aéreos no ataque e na defesa. No campo de defesa, Pedro mostra certa desconcentração, se atrasando em alguns lances principalmente quando os adversários atacam suas costas. Atuando em ritmo mais baixo, pode ter dificuldade de adaptação com a velocidade do futebol brasileirão. 

Imanol Machuca (Union Santa Fé)

Com 23 anos, Imanol Machuca é o jogador com mais dribles da Superliga Argentina e, em 2023, se tornou peça muito importante do Union Santa Fé. Com boa capacidade física para arrancadas e conduções em média e longa distância, o jogador tem agilidade para trocar de direção rapidamente para os dois lados e enganar a marcação;

Enquanto chegando no terço final, acaba sendo um jogador para gerar volume, principalmente com cruzamentos e passes em profundidades para os companheiros, como explicamos em detalhes no canal do YouTube.


Somando as chegadas de Pedro, Tobias, Escobar e Machuca com o elenco atual da equipe, é possível enxergar o Fortaleza de Vojvoda novamente brigando pelas primeiras posições na Série A. Buscando seguir fazendo história. 

Compartilhe

Comente!

Tem algo a dizer?

Últimas Postagens

O trabalho de André Jardine no América-MEX

O trabalho de André Jardine no América-MEX

Douglas Batista
Fique de olho: Jogadores que podem se destacar no Brasileiro Sub-20 – Parte 2

Fique de olho: Jogadores que podem se destacar no Brasileiro Sub-20 - Parte 2

André Andrade
As causas da dificuldade ofensiva do Corinthians

As causas da dificuldade ofensiva do Corinthians

Douglas Batista
Fique de olho: Jogadores que podem se destacar no Brasileiro Sub-20 – Parte 1

Fique de olho: Jogadores que podem se destacar no Brasileiro Sub-20 - Parte 1

André Andrade
Guia do Brasileirão: Vitória

Guia do Brasileirão: Vitória

Douglas Batista
Guia do Brasileirão: Vasco

Guia do Brasileirão: Vasco

Gabriel Mota
Guia do Brasileirão: São Paulo

Guia do Brasileirão: São Paulo

Vinícius Dutra
Guia do Brasileirão: Red Bull Bragantino

Guia do Brasileirão: Red Bull Bragantino

Vinícius Dutra
Guia do Brasileirão: Palmeiras

Guia do Brasileirão: Palmeiras

Vinícius Dutra
Guia do Brasileirão: Juventude

Guia do Brasileirão: Juventude

Vinícius Dutra
Guia do Brasileirão: Internacional

Guia do Brasileirão: Internacional

Vinícius Dutra
Guia do Brasileirão: Grêmio

Guia do Brasileirão: Grêmio

Vinícius Dutra
Guia do Brasileirão: Fortaleza

Guia do Brasileirão: Fortaleza

Douglas Batista
Guia do Brasileirão: Fluminense

Guia do Brasileirão: Fluminense

Gabriel Mota
Guia do Brasileirão: Flamengo

Guia do Brasileirão: Flamengo

Gabriel Mota