O peso de uma boa saída no tiro de meta no Football Manager

Seja pela estrutura inicial ou pela ação com a bola, o Football Manager se adaptou às novas regras do futebol e, agora, o tiro de meta se tornou uma parte importante dentro do jogo.

Em 2019, a International Board aprovou diversas mudanças nas regras do futebol e uma das mais relevantes foram as mudanças relacionadas com a cobrança do tiro de meta, explicadas aqui no Footure pelos amigos André Andrade (com e sem a posse) e Léo Gomide (as mudanças dentro do Brasileirão). Fiel à realidade, o Football Manager também trouxe a alteração na regra de forma óbvia e o funcionamento das equipes e o impacto na partida campo dentro da sua mecânica é visível e, de certa forma até problemático, na versão 2020 do jogo.

São duas as instruções que ativam a saída curta no tiro de meta: Jogar a Partir da Defesa e Distribuir Para os Defesas Centrais. Se as instruções podem parecer ambíguas num primeiro momento, a função das duas possuem efeitos diferentes: o Jogar a Partir da Defesa é uma instrução coletiva que tem como objetivo encorajar que a bola circule em toda a defesa pelo chão. Quando ativada, ela automaticamente reduz o raio do passe dos jogadores de defesa.

O Jogar a Partir da Defesa altera o passe todo o passe do setor defensivo e, combinada com outras instruções, pode trazer dificuldades para a fluência do jogo desde a defesa.

Já o Distribuir para os Defesas Centrais é uma opção que faz com que o goleiro busque seus zagueiros quando reinicia as jogadas e, diferente do Jogar a Partir da Defesa, ela não causa mudanças no raio do passe dos jogadores de defesa. Se são duas instruções que influenciam o jogo da sua equipe com a bola, é necessário ter o cuidado de escalar jogadores com boa Compostura, Concentração, Antecipação, Decisões e Trabalho de equipe, principalmente para o Jogar a Partir da Defesa funcionar da forma ideal, como no vídeo abaixo.

Com o Athletic Bilbao, testei a opção utilizando o canhoto Iñigo Martínez no lado direito do centro da defesa.
Com atributos capazes e com a característica de Tenta Fazer Passes Longos, o zagueiro é capaz de colocar bolas e encontrar companheiros bem posicionados.

Entretanto, se os jogadores escolhidos não forem os mais adequados e se sua tática não tiver a estrutura e a organização adequada (Jogar a Partir da Defesa com a instrução de Passes Mais Curtos pode tirar a capacidade de sua equipe conseguir ganhar campo de forma efetiva), contando com muitos construtores jogando no centro do meio-campo (construtores e organizador já possuem o efeito de se aproximarem da zona da bola para receber a posse de forma codificada dentro do jogo) e tendo poucos jogadores com a especialidade de explorar o espaço (Médio Área a Área ou Mezzala, por exemplo), o seu time pode não resistir à pressão e sucumbir sem espaço e sem jogadores ocupando posições de forma mais adiantada em campo.

Por isso, utilizar o Jogar a Partir da Defesa junto com o Distribuir para os Defesas Centrais nem sempre é uma boa alternativa para reiniciar o jogo com o goleiro e são várias as alternativas para manter a posse da bola de forma estruturada e organizada durante a saída no tiro de meta.

Com dois construtores em um 4-1-4-1, sendo que o recuado se posicionou entre a defesa e o avançado veio buscar a bola no pé, o congestionamento na saída com a linha defensiva foi suficiente para colocar o Panathinaikos (meu time) em dificuldades.

Uma das soluções é ter um Construtor Recuado e selecionar para o goleiro Distribuir Para Organizador De Jogo, por exemplo.

Assim, na prática, é possível realizar a famosa “saída de três” mesmo jogando com uma defesa de dois zagueiros.

Com Sancet como Construtor de Jogo Recuado na linha dos meias centrais, o mesmo desce até a linha dos zagueiros para iniciar a jogada e tem Muniain, Construtor Avançado, posicionado numa zona mais adiantada num 4-2-3-1.

Como o Football Manager 2020 preza muito pelo equilíbrio da equipe na montagem da tática, o ideal é identificar quais são os jogadores capazes e quais são as instruções que o seu time suporta para ter uma saída otimizada e assim não sofrer com a resposta da inteligência artificial do jogo.

Quer fazer parte do grupo de Whatsapp de Football Manager do Footure? Clique aqui!

Compartilhe

Comente!

Tem algo a dizer?

Renato Gomes

Últimas Postagens

A onda tecnicista na função do auxiliar técnico de futebol
Jonatan Cavalcante

A onda tecnicista na função do auxiliar técnico de futebol

0 Comentários
Friendly #1 | Imaginar e construir o futuro, a habilidade fundamental do século XXI
Footure

Friendly #1 | Imaginar e construir o futuro, a habilidade fundamental do século XXI

0 Comentários
Surpresa e tradição: os classificados para as quartas do futebol masculino na Olimpíada
Caio Nascimento

Surpresa e tradição: os classificados para as quartas do futebol masculino na Olimpíada

0 Comentários
Osimhen, Simy, e a problemática das narrativas sobre jogadores africanos
Caio Bitencourt

Osimhen, Simy, e a problemática das narrativas sobre jogadores africanos

0 Comentários
O que esperar do Real Madrid para os próximos anos com Carlo Ancelotti?
Bruna Mendes

O que esperar do Real Madrid para os próximos anos com Carlo Ancelotti?

0 Comentários
O que explica as goleadas do Flamengo com Renato Gaúcho?
Gabriel de Assis

O que explica as goleadas do Flamengo com Renato Gaúcho?

0 Comentários
Como o Vojvodismo transformou o Fortaleza em protagonista no futebol brasileiro?
Jonatan Cavalcante

Como o Vojvodismo transformou o Fortaleza em protagonista no futebol brasileiro?

0 Comentários
God Save the Game #34 | A janela de transferências da Premier League 21/22
Gabriel Corrêa

God Save the Game #34 | A janela de transferências da Premier League 21/22

0 Comentários
Felipão chega entregando o de sempre: segurança e resultado
Gabriel de Assis

Felipão chega entregando o de sempre: segurança e resultado

0 Comentários
Guia do futebol masculino na Olimpíada de Tokyo 2020: parte 2
Caio Nascimento

Guia do futebol masculino na Olimpíada de Tokyo 2020: parte 2

0 Comentários
A Itália ainda pode crescer após o título da Euro?
Caio Bitencourt

A Itália ainda pode crescer após o título da Euro?

0 Comentários
Guia do futebol masculino na Olimpíada de Tokyo 2020: parte 1
Caio Nascimento

Guia do futebol masculino na Olimpíada de Tokyo 2020: parte 1

0 Comentários
O complicado início de Diego Aguirre no Internacional
Gabriel de Assis

O complicado início de Diego Aguirre no Internacional

0 Comentários
Rodrigo De Paul: o meia com DNA de Simeone e Atlético de Madrid
Bruna Mendes

Rodrigo De Paul: o meia com DNA de Simeone e Atlético de Madrid

0 Comentários
A Inglaterra superou seus traumas e, agora, se permite sonhar
Lucas Filus

A Inglaterra superou seus traumas e, agora, se permite sonhar

0 Comentários